quarta-feira, fevereiro 22, 2017

Após impedir transmissão pela internet, Federação remarca realização do Atletiba


Após impedir a realização do clássico entre Atlético-PR e Coritiba no último domingo (19), que seria transmitido pela internet, a Federação Paranaense de Futebol remarcou o jogo para 1º de março, às 20h. Os clubes, porém, não confirmam que disputarão a partida nessa data.

A decisão partiu do departamento de competições da federação.

"Marcamos esse jogo para o dia 1º, mas deixamos claro que pode ser em uma outra data disponível para os dois clubes desde que não prejudique terceiros", disse Hélio Cury, presidente da federação paranaense de futebol, assegurando que a partida poderá ser transmitida pelo youtube desde que a equipe faça o credenciamento antecipadamente.

Ele afirmou ainda que o departamento jurídico da entidade vai analisar a súmula do árbitro Paulo Roberto de Alves Júnior para tomar as "medidas necessárias sobre o episódio. De acordo com Cury, o Atlético-PR foi "intransigente".

"O Atlético-PR inventou essa transmissão e esqueceu de credenciar. Não sou contra a transmissão on-line".

Já os dirigentes das duas equipes acusaram a Federação Paranaense de Futebol e, por tabela, a Rede Globo, de terem impedido o início do jogo, que seria mostrado ao vivo pelos canais dos clubes no YouTube e no Facebook.

Os clubes não aceitaram a proposta financeira da emissora para transmitir os seus jogos no campeonato. Com isso, decidiram disponibilizar a transmissão de graça, na internet.

"Os clubes têm o poder de tomar decisões que lhe dizem respeito. Não podem terceiros interferir nisso", disse o presidente do Atlético-PR, Luiz Sallim Emed, no domingo. Nesta segunda-feira, ele afirmou que evitaria comentar o que aconteceu para não prejudicar o clube. "Posso dizer que a decisão da arbitragem foi descabida".

O Coritiba também seguiu o mesmo caminho. No domingo, o vice-presidente do Coritiba, José Fernando Macedo, afirmou que "não tem nada de credenciamento. Nós sugerimos que as equipes transmitissem o jogo de fora do campo. O árbitro não aceitou. Hoje é um dia em que eu sinto pena do futebol do Paraná", afirmou o vice-presidente do Coritiba,

A Globo afirmou que não teve interferência no ocorrido na partida deste domingo (19) entre Atlético-PR e Coritiba e que estava ciente da transmissão pela internet.

"O Grupo Globo não tem contrato vigente com Atlético-PR e com o Coritiba nesta edição do campeonato paranaense. Portanto não temos interferência na decisão dos clubes e da Federação de não realizar a partida. Entendemos que cabe aos clubes dispor livremente dos direitos nos jogos em que se enfrentam, e estávamos cientes inclusive da transmissão via internet", disse porta-voz da emissora. (Mídia Esportiva)

0 comentários: