quinta-feira, fevereiro 16, 2017

Área agrícola é a que mais oferece empregos no momento

Foto:Divulgação
A geração de novos postos de trabalho nesse início de ano ainda não está boa, mas mostra sinais de que gradativamente a situação está melhorando. A agente do FGTAS/Sine de Carazinho, Julia Oliveira revela que nos primeiros 40 dias do ano cerca de 15 colocações foram confirmadas, através  da agência local. Segundo ela, mesmo sendo uma época de crise socioeconômica o índice se mantém na mesma média dos anos anteriores, no mesmo período. “Está muito difícil o mercado de trabalho, mas aos poucos ele está reagindo. Eu acredito que após o Carnaval ele irá reagir um pouco mais”, prevê a servidora.
Julia lembra que em anos anteriores havia uma condição mais favorável, porque os frigoríficos também contratavam nesse período. “Desde 2015 os frigoríficos não estão contratando mais o pessoal de Carazinho, como a Perdigão de Marau, Nova Araçá, Frangosul. Por isso, o número de colocações no mercado de trabalho só Carazinho é que está empregando os trabalhadores que procuram a nossa agência”, destaca.
Atualmente o setor agrícola é o que está absorvendo mais trabalhadores. “Ainda há cerca de 15 vagas temporárias para auxiliar agrícola, para atuar no campo, não é necessário ter experiência e sim, a vontade de trabalhar. Também há vagas para técnicos agrícolas. Esse é o ramo que está contratando mais no momento”, enfatiza. A partir do lançamento da Expodireto Cotrijal nesta terça-feira (14), em Porto Alegre também haverá vagas para trabalhar na feira que será realizada em Não-Me-Toque, no período de 6 a 10 de março. “Serão cerca de 20 vagas, mas a empresa de São Paulo interessada em contratar já avisou que não estará pagando o vale-transporte de Carazinho a Não-Me-Toque. O trabalhador que quiser se candidatar a uma das vagas, tem que estar ciente que o transporte será por sua conta”, observa a agente. A primeira seleção será feita na agência do FGTAS/Sine, depois os cadastros serão encaminhados por e-mail e a empresa entrará em contato para fazer as entrevistas por telefone. As vagas são para as áreas de limpeza, garçom, auxiliar de cozinha, cargas e descarga e ajudante geral. “Eles começarão a trabalhar antes do evento, na organização da feira. Os interessados já podem procurar a nossa agência, com a Carteira de Trabalho”, destaca.

ÍNDICE DE DESEMPREGO CONTINUA ELEVADO

Em relação às demissões, no mês de janeiro foram encaminhados 303 seguros-desemprego pela agência local, também dentro da média dos últimos anos. Em fevereiro, até o dia 13 já foram encaminhados mais 141 seguros-desemprego e nenhuma confirmação de nova contratação por parte das empresas nesse período. “Em março as empresas devem começar a recontratar, pois está aumentando a demanda de trabalho em várias áreas. Hoje além das 20 vagas para trabalhar na Expodireto Cotrijal há outras 34 vagas na agência, para a área administrativa, carpinteiro, doméstica, eletrotécnico, porteiro e auxiliar agrícola”, enumera Julia.  (Diário AM)

0 comentários: