quinta-feira, fevereiro 16, 2017

Investimentos no PECAR em Carazinho

Foto:DM
Na semana passada a União e Estado acordaram a liberação de mais de R$ 100 milhões a serem aplicados na segurança pública, e de acordo com o administrador, Eberson Tapia de Oliveira, o Pecar pleiteia um scanner, um bloqueador de celular e viaturas. “De concreto não temos nada confirmado. Estamos na expectativa, pois soubemos que para região deve vir alguma coisa. O pedido está feito e acredito que com alguma coisa nós também seremos contemplados. Hoje o bloqueador de sinal de celular seria uma das prioridades”, menciona.
Enquanto isso, estão concluídas as reformas do albergue do Presídio Estadual de Carazinho (PECAR). Com isso, os detentos que após o incêndio tiveram dispensa para a prisão domiciliar voltaram a ter de comparecer ao albergue. Os presos que na ocasião tinham sido transferidos para o sistema de Palmeira das Missões também já retornaram. Ao todo o número de detentos que foram dispensados ou deslocados na ocasião chegou a 31 de um total de 78 que estão hoje no semiaberto em Carazinho.

Outra adequação feita recentemente fica na entrada da casa prisional. Foi construída uma espécie de gaiola próxima do portão principal onde é estacionada a viatura quando de transferências ou outros deslocamentos de presos. Tapia revela que a obra foi feita com recursos do Conselho da Comunidade de Não-Me-Toque. O investimento foi realizado uma vez que o pátio é cercado por uma tela baixa e já houve situações em que os detentos tentaram fugir quando eram colocados na viatura. (Diário AM)

Tags

0 comentários: