sexta-feira, fevereiro 17, 2017

Sartori anuncia recursos da nova fase de repatriação aos municípios

Foto: Daniela Barcellos

Com o tema 'Reconstruindo o Brasil a partir dos Municípios', o Seminário dos Novos Gestores, uma iniciativa da Federação das Associações dos Municípios do Rio Grande do Sul (Famurs), reuniu dirigentes municipais e prefeitos, no Centro de Eventos do Plaza São Rafael, em Porto Alegre. Nesta quinta-feira (16), o governador José Ivo Sartori participou do painel no início da tarde, que discutiu o tema 'Caminhos para um novo Brasil'.

Sartori anunciou aos gestores municipais que "possivelmente até metade do ano recursos da nova fase de repatriação, da ordem de 46%, ficarão para municípios e estados, fato que só foi acordado em razão da construção conjunta entre os poderes, em Brasília. O bom gestor é aquele que não teme enfrentar os problemas", disse o governador. Sartori destacou ações para enfrentar questões estruturais que, ao longo dos anos, colocaram o Rio Grande do Sul como um dos estados mais insolventes do país. "São muitos desafios que exigem transparência, verdade, serenidade, coragem e adoção de medidas amargas, mas necessárias", explicou.

O governador citou iniciativas adotadas para controlar os gastos e enfrentar a grave crise financeira instalada no estado, como também as parcerias que viabilizaram repasses para hospitais e obras de infraestrutura, especialmente, relativos aos acessos asfálticos.

Desde o início do governo, medidas foram tomadas para diminuir o déficit público como a Lei de Responsabilidade Fiscal, Previdência Complementar, avanços na negociação da dívida com a União, ampliação das ações de transparência do Executivo e aprovação do Plano de Modernização do Estado pela Assembleia Legislativa. Além de aderir ao Plano Nacional de Segurança, que reforça o enfrentamento à criminalidade, o próximo passo agora é aguardar a aprovação do auxílio aos estados em calamidade financeira, em avaliação no Congresso Nacional.

O seminário coloca em discussão experiências para que os gestores municipais possam assumir o protagonismo no debate sobre o projeto de nação desejado daqui para frente. "É fundamental que prefeitos e prefeitas capitaneiem o esforço para construir um país melhor, mais desenvolvido. Só desta forma, a sociedade conseguirá ter do poder público o retorno que espera e deseja"”, salientou o presidente da Famurs, Luciano Pinto.

O evento, que se estende por dois dias, prossegue com o painel das 16h sobre relação dos prefeitos com a imprensa, tema que será abordado pelo secretário de Comunicação, Cleber Benvegnú. (Diário AM)

0 comentários: