terça-feira, março 07, 2017

Dow AgroSciences leva soluções agrícolas à Expodireto 2017



A Dow AgroSciences está presente na Expodireto Cotrijal, que tem início Ontem (6) e segue até 10 de março, em Não-Me-Toque (RS), com soluções completas e integradas de sementes a defensivos agrícolas e biotecnologia, que auxiliam o agricultor na melhor recomendação de manejo no cultivo. A companhia traz ao público do evento as mais recentes e modernas tecnologias, desenvolvidas com base em robustas pesquisas, que possibilitam o aumento da produtividade no campo de forma sustentável. O visitante terá acesso ao que há de melhor para diferentes tipos de culturas, como soja, milho, trigo, pastagem e a linha de sementes de milho e soja e eventos biotecnológicos.

Quem passar pelo estande da Dow AgroSciences na 18ª edição da Expodireto Cotrijal, encontrará conteúdo técnico diferenciado por meio de ferramentas multimídias. O objetivo é ajudar o produtor a ampliar seus conhecimentos sobre a linha de sementes de milho e soja e controle de plantas daninhas e insetos, auxiliando-o a entender os diferentes mecanismos de ação dos herbicidas e inseticidas que podem ser utilizados no controle, reforçando a importância de realização da rotação dos produtos e o uso correto e seguro de defensivos agrícolas.

Os visitantes terão, ainda, a oportunidade de jogar num simulador de lavoura, que possibilitará ao usuário aprender a combater pragas e plantas daninhas com as soluções da Dow AgroSciences. Cada visitante receberá um óculos 3D para vivenciar os desafios do game e durante três minutos poderá definir as melhores soluções para vencer os problemas que vão surgindo na propriedade rural.

O Sistema Enlist, uma das tecnologias mais recentes da Dow AgroSciences, também estará presente na feira com ações virtuais. Os visitantes terão acesso as informações sobre o Sistema de Controle de Plantas Daninhas nas culturas de Soja e Milho que associa características de tolerância a moléculas herbicidas consagradas, com diferentes modos de ação, além de herbicidas com formulação inovadora, tornando o controle de plantas daninhas mais eficiente e flexível. Futuramente, o Sistema ainda será complementado com duas proteínas combinadas, trazendo maior espectro e eficiência no controle do complexo de lagartas. Esse evento será comercializado com a marca Conkesta.
Na Expodireto Cotrijal deste ano, a companhia promoverá também discussões para fomentar assuntos de interesse ao produtor rural, a exemplo de agentes que interferem na produtividade, como plantas daninhas e insetos, caracterizando cada um deles em termos agronômicos e biológicos.
Marcus Fiorini, Líder de Marketing para Grandes Culturas da companhia, destaca que “a Dow AgroSciences é uma empresa que prioriza a inovação e tecnologia e incentiva a discussão sobre soluções integradas a fim de informar o agricultor num processo contínuo, que o atualize conforme as novidades forem surgindo”.
Para atender aos produtores que buscam por sementes de milho e soja com alta performance produtiva, a empresa apresentará seu portfólio para estas culturas, mostrando que possui o melhor equilíbrio entre genética e biotecnologia. Um dos destaques será o Trio Superprecoce, composto pelos híbridos de milho 2B210PW, 2B346PW e 2A401PW, que possuem características de alta produtividade, ciclo superprecoce, boa sanidade geral e qualidade de grãos.

Em seu portfólio, a empresa conta com um dos maiores bancos de germoplasma do país, além da tecnologia PowerCore para o controle das principais lagartas-alvo na cultura do milho. “A tecnologia PowerCore apresenta um milho com cinco genes estaqueados aprovado no Brasil aliando o controle de algumas das principais pragas do milho à tolerância a dois tipos de herbicida, o glifosato e glufosinato. Outro grande diferencial da tecnologia é a inserção de três diferentes proteínas Bt. Com isso, a possibilidade da praga-alvo desenvolver resistência simultânea para essas três proteínas é reduzida”, comenta o Diretor de Sementes da Dow AgroSciences, Mozart Fogaça.

Além de demonstrar resultados de seus investimentos em pesquisa e desenvolvimento, a empresa tratará também dos conceitos de boas práticas agrícolas, um trabalho que beneficia agricultores por meio de iniciativas que contribuem com a sustentabilidade do agronegócio. O objetivo do programa é orientar e capacitar agricultores e profissionais do setor agrícola, além das comunidades ao redor das áreas cultivadas, sobre a realização de uma agricultura produtiva e sustentável, incentivando o uso correto das sementes e defensivos, manejo de solo e pragas, tecnologia de aplicação, impactando diretamente o alimento que chega ao prato do consumidor. (Cultivar)

0 comentários: