quarta-feira, abril 19, 2017

Acusado de matar Juiz do Trabalho que atuou em Carazinho é ouvido pela Justiça

O Juiz da Infância e Juventude Ângelo Furian Pontes ouviu hoje (18) à tarde no Centro Integrado de Apoio à Criança e do Adolescente (CIACA), em Porto Alegre, o adolescente acusado de matar com cinco tiros nas costas o Juiz do Trabalho Cláudio Roberto Ost (foto). O crime ocorreu no sábado, 15, no Bairro Vila Nova.
Impedido por força de lei de falar sobre o conteúdo do depoimento, o magistrado disse apenas que o adolescente esteve acompanhado de sua mãe e que a oitiva durou cerca de meia hora. Após o procedimento, o acusado retornou para a FASE, onde seguirá internado no Centro de Internação Provisória.
O adolescente, de 17 anos, está recolhido desde a madrugada do domingo, 16, quando se apresentou ao Departamento Estadual da Criança e do Adolescente confessando o crime. Há suspeita de crime passional, pois o menor era ex da namorada do juiz. 
Próximos passos
Na sequência do interrogatório de hoje, abre-se prazo de seis dias para a Defensoria Pública (atuando na defesa do acusado) se manifestar. Depois, o processo segue para a 4ª Vara da Infância e Juventude da Capital, onde o Juiz responsável marcará data para ouvir testemunhas e aguardará por pedidos de novas diligências. O processo estará pronto para ser sentenciado após as alegações finais de defesa e acusação.
Todos esses procedimentos terão duração máxima de 45 dias, conforme estipulado pelo Estatuto da Criança e do Adolescente.
Comarca de Carazinho
Natural de Santo Cristo, Cláudio Roberto Ost atuou alguns anos na Vara do Trabalho de Carazinho como substituto, logo após iniciar a carreira na magistratura.  (Ana Maria Leal/Portal da Gazeta)

0 comentários: