• 600 mil candidatos podem ter sido afetados por falha em inscrição no Sisu

    Foto: Reprodução
    O Ministério da Educação diz que uma falha em sua base de dados afetou até 600 mil pessoas que fizeram o Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) 2016 e que estão aptas a disputar vagas em universidades públicas oferecidas pelo Sisu (Sistema de Seleção Unificada) do segundo semestre de 2017.
    Até a quinta-feira, o Sisu seleciona alunos para mais de 51 mil vagas em cursos superiores. As inscrições começaram nesta manhã. Estudantes afetados pela falha recebiam a mensagem “dados inválidos” quando tentavam acessar o Sisu. O Ministério ressalta que quem teve dificuldade deve alterar a senha no site www.enem.inep.gov.br/participante para solucionar o problema.
    Origem do problema
    Segundo o MEC, foi identificada nesta manhã uma falha de “sincronização entre as bases de dados do Ministério e do Inep [Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira]”. A pasta diz que o entrave já foi resolvido. Ainda de acordo com a pasta, o número de potenciais candidatos afetados é de até 600 mil, e eles já estão recebendo informações por e-mail ou mensagem de texto SMS sobre a necessidade de troca de senha.
    “Além disso, foi inserida no sistema de inscrição uma mensagem específica para eles, redirecionando esses participantes a acessarem o site do Inep para realizar a atualização necessária”, informou o MEC em nota. A pasta nega relação entre este problema e o verificado na primeira edição do Sisu neste ano.
    Calendário do Sisu 2017/2:
    Inscrições: 29 de maio a 1º de junho;
    Chamada regular: 5 de junho;
    Lista de espera: 5 de junho a 19 de junho;
    Matrícula da chamada regular: 9 de junho a 13 de junho;

    Convocação dos candidatos da lista de espera: a partir de 26 de junho. (O SUL)
  • You might also like

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário