terça-feira, maio 30, 2017

Acordo entre a base aliada e a oposição adia a votação da reforma trabalhista no Senado

Foto: Geraldo Magela
Um acordo entre senadores da base governista e da oposição adiou a votação do relatório da reforma trabalhista na CAE (Comissão de Assuntos Econômicos) do Senado. Com o entendimento, a votação do relatório do senador Ricardo Ferraço (PSDB-ES), que estava prevista para esta terça-feira (30), ficou para o dia 6 de junho.
O relatório é favorável à aprovação do projeto. Após o acordo, a sessão de hoje destina-se apenas ao debate do texto. A votação do relatório vai coincidir com o início do julgamento da chapa Dilma-Temer no TSE (Tribunal Superior Eleitoral), também previsto para a próxima terça-feira.
A reunião desta terça começou tensa. Houve discussão entre um representante sindical e seguranças do Senado. No entanto, os ânimos se acalmaram depois que o líder do governo no Senado, Romero Jucá (PMDB-RR), propôs fazer o debate do relatório de Ferraço hoje e a votação na próxima semana.
Na semana passada, a reunião da CAE foi marcada por muita confusão entre senadores da base aliada e da oposição. Houve bate-boca entre os parlamentares e tumulto com manifestantes que estavam presentes à sala em que o colegiado se reunia. (O SUL)

Tags

0 comentários: