quarta-feira, maio 24, 2017

Em encontro no Vaticano, papa pede ao presidente dos EUA, Donald Trump, que aja como um pacificador no mundo

Foto: Reuters
O papa Francisco recebeu nesta quarta-feira (24), no Vaticano, o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, em um encontro de cerca de 30 minutos, sob um forte esquema de segurança. A visita ao pontífice foi a terceira parada da primeira viagem internacional de Trump, que já passou por Arábia Saudita, Israel e Cisjordânia.
Francisco pediu a Trump que aja como um pacificador no mundo. “Não irei me esquecer do que você disse”, respondeu o presidente dos EUA. O primeiro encontro tem o objetivo de aproximar o governante americano e o pontífice latino-americano, que discordam em temas importantes como migração, mudança climática, venda de armas, pena de morte e islã.
O papa recebeu Trump, que estava acompanhado de sua mulher, Melania, com um aperto de mãos e rosto sorridente na porta da biblioteca, por volta de 8h30min locais (3h30min de Brasília). Francisco recebeu com um “welcome” (bem-vindo em inglês) e Trump respondeu era “uma honra”.
Troca de presentes
A audiência foi marcada após meses de especulações sobre as dúvidas de Trump de uma reunião com o pontífice durante sua primeira viagem ao exterior como presidente. No final da audiência, Francisco presenteou Trump com o documento “A não violência, estilo de uma política para a paz”, escrito por ele mesmo por ocasião da Jornada Mundial da Paz 2017. “Espero que seja um instrumento de paz”, disse o papa em espanhol. Além do texto emblemático, o pontífice deu a Trump um medalhão dedicado ao mesmo tema.
“Precisamos de paz”, respondeu em inglês Trump, que presenteou o pontífice com vários livros, todos eles de Martin Luther King, o pastor americano da Igreja Batista que desenvolveu um trabalho crucial nos Estados Unidos à frente do movimento pelos direitos civis para os afro-americanos. “Acredito que vai gostar. Espero”, disse Trump.
Cordial
O pontífice, que no início do encontro parecia sério, mostrou-se cordial e sorridente durante a audiência e chegou até a brincar com a esposa de Trump, Melania, sobre a altura do marido, mais de 1,90 metro. “Mas, o que você dá para ele comer?”, perguntou, sorrindo. No final da audiência, Trump apresentou a delegação que o acompanhava, com sua filha, Ivanka, e o genro, Jared Kushner.  (O SUL)

Tags

0 comentários: