quinta-feira, maio 11, 2017

HCC deve investir pelo menos R$ 4 milhões em melhorias em Carazinho

Foto:DM
Dentre as obras que serão executadas está a construção da nova UTI que tem orçamento de R$ 2 milhões. Outros R$ 2 milhões devem ser destinados à troca do telhado, das janelas e pintura externa do prédio e a reforma de mais de 30 leitos do SUS

O HCC pretende neste mês dar início a construção de sua nova Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Segundo o diretor, Hélio Lütz, a parte documental do processo já foi encaminhada e a partir do início da construção a estimativa é de que a obra leve 12 meses para ser concluída. Segundo o diretor, a nova UTI terá área construída de quase 500 metros quadrados e capacidade de 10 leitos. A UTI em uso hoje tem apenas sete leitos.

Lütz destaca que além do tamanho, já que o novo espaço terá quase o dobro da área atual, um dos principais diferenciais do projeto é de que os leitos serão individualizados. Novos equipamentos também serão adquiridos e a equipe de profissionais que nela atender será ampliada. A nova UTI ficará localizada em pavimento a ser construído acima do prédio onde funciona o serviço de saúde mental. No espaço onde atualmente o serviço funciona, a direção do hospital ainda define o que fará. Segundo Lütz, dentre as possibilidades está a criação de uma nova área para diagnósticos ou então hemodinâmica, dependendo da demanda e da viabilidade que ainda serão apuradas. O investimento para construção da nova UTI será de R$ 2 milhões com recursos do Ministério da Saúde repassados pelo Governo do Estado por meio de convênio. O repasse deste montante deve ser feito de acordo com o cronograma financeiro de execução da obra.

Outras obras custarão R$ 2 milhões
Lütz explica que, além da construção da nova UTI, outras obras estão em andamento no HCC e por serem executadas. Juntas somam aproximadamente R$ 2 milhões. Parte destas obras devem ser iniciadas no prazo de máximo 60 dias. Lütz revela que dentre elas, está a substituição de todo o telhado. O contrato para a reforma já foi assinado com a Caixa Econômica Federal.

Outras melhorias são a substituição das esquadrias e a pintura externa do prédio. A estimativa do HCC é de que estes reparos devem somar o valor de aproximadamente R$ 500 mil. A reforma do corredor do subsolo também está entre as metas.
Um dos espaços que será readequado é a unidade de internações clínicas dos pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS), que deverá ter mais de 30 leitos sendo reformados. Conforme o diretor todas as obras devem ser iniciadas neste ano e os investimentos que já estão garantidos são oriundos de emendas parlamentares. (Diário AM)

Tags

0 comentários: