• Jornal britânico comete erro e anuncia a morte de príncipe Phillip

    Foto: Reprodução
    O jornal britânico The Sun, de propriedade do magnata Rupert Murdoch, publicou por engano uma reportagem em seu site sugerindo que o príncipe Philip havia morrido. O título da matéria, que saiu do ar, afirmava que duque morreu aos 95 anos.
    “O príncipe Philip, também conhecido como o Duque de Edimburgo, era o marido da rainha Elizabeth II”, diz o texto.
    A imprensa francesa também publicou equivocadamente histórias sugerindo que o príncipe havia morrido, de acordo com o jornal britânico Independente.
    O texto foi excluído poucos minutos após a publicação, mas continuou aparecendo em pesquisas no Google.
    O erro foi cometido depois que a rainha convocou uma reunião de emergência no Palácio de Buckingham para anunciar que o príncipe Philip decidiu abandonar as funções públicas da realeza, o que gerou especulações sobre a saúde do casal real.
    Frases inoportunas
    O príncipe ficou conhecido pelas frases inoportunas. Dentre elas: “Declaro isto inaugurado, seja lá o que for” (Durante uma visita ao Canadá em 1969), “As coisas começam a cair” (Quando estava prestes a completar 90 anos, em 2011), “As crianças vão à escola porque seus pais não as querem em casa” (Falando a Malala Yousafzai, que quase morreu nas mãos dos talibãs por defender o direito das crianças de ir à escola, em outubro de 2013. Sua declaração a fez rir). “Há muitos de sua família por aqui esta noite” (Fazendo piada com o sobrenome muito comum do empresário Atul Patel, em uma recepção de indo-britânicos em outubro de 2009), “Sabia que estão criando cachorros que comem para os anoréxicos?” (Falando a uma mulher cega com seu cão-guia, em 2002) e “Ainda atirando lanças?” (A um aborígene australiano, em 2002). (O SUL)
     
  • You might also like

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário