terça-feira, junho 06, 2017

Alunos perdem vaga na Universidade de Harvard após mensagens sexistas e racistas

Foto: Reprodução
A Universidade de Harvard, nos Estados Unidos, cancelou a matrícula de ao menos dez estudantes que haviam sido selecionados para a instituição, após descobrir que eles publicaram imagens consideradas ofensivas em um grupo privado no Facebook.
De acordo com o The Harvard Crimson, os jovens enviavam memes que zombavam de assuntos como assédio sexual, Holocausto e morte de crianças, além de compartilharem mensagens preconceituosas contra grupos étnicos e raciais. O grupo se chamava “Memes de Harvard para adolescentes burgueses excitados”.
Os jovens se conheceram, inicialmente, em um grupo oficial, criado pela própria universidade, para reunir todos os estudantes selecionados para a “Turma de 2021”, como são chamados os alunos que irão passar os próximos quatro anos na instituição. Mais de 1.500 pessoas fazem parte deste grupo.
Após se conhecerem, alguns deles resolveram criar outro grupo, para compartilhar memes de assuntos gerais. Esta segunda página reuniu cerca de 100 pessoas. Depois, contudo, alguns dos integrantes resolveram criar um terceiro grupo, para compartilhar conteúdos mais “pesados”, de acordo com alguns estudantes entrevistados pelo veículo.
A decisão de cancelar a matrícula foi comunicada em abril. Os jovens iriam iniciar seus estudos no segundo semestre. Procurada pelo The Harvard Crimson, a porta-voz da universidade afirmou que não comentaria a situação. (O SUL)

Tags

0 comentários: