quinta-feira, junho 08, 2017

Com gol do brasileiro Éder, Itália goleia o Uruguai em amistoso

Foto: Valery Hache
Com gol do atacante brasileiro Eder, a seleção da Itália derrotou o Uruguai por 3 a 0, nesta quarta-feira, em amistoso disputado em Nice, na França. O time italiano contou com um grande aliado na equipe rival para faturar a vitória. O zagueiro José Giménez foi o grande vilão uruguaio ao marcar um gol contra, em lance inusitado, e fazer pênalti que resultou no terceiro gol da Azzurra.
O Uruguai entrou em campo nesta quarta-feira sem três dos seus principais jogadores: o zagueiro Godín e os atacantes Cavani e Suárez. Cavani foi o artilheiro do Campeonato Francês, enquanto que o jogador do Barcelona foi o vice-artilheiro do Campeonato Espanhol. Na Itália, a principal mudança foi a entrada do jovem goleiro Donnarumma no lugar de Buffon, derrotado com a Juventus na final da Liga dos Campeões da Europa, no sábado passado. O zagueiro Chiellini também não atuou.
Com menos baixas, a Itália começou melhor, mas acabou contando com uma grande ajuda da defesa uruguaia para abrir o placar. Logo aos seis minutos, Insigne fez lançamento do meio de campo, Belotti dominou dentro da área e Giménez, ao tentar se antecipar, chutou forte e marcou um golaço. Só que contra as próprias redes.
No segundo tempo, o Uruguai teve boa chance para empatar. Aos 14 minutos, Martin Cáceres desviou de cabeça na área e mandou para as redes. O árbitro, porém, anulou o lance, alegando suposta falta do uruguaio sobre a defesa.
O duelo, equilibrado na segunda etapa, acabou sendo decidido por mais um erro da defesa do Uruguai. Desta vez foi o goleiro Muslera o responsável pelo gol italiano ao sair mal de sua meta. Ainda acabou deixando Eder em posição regular para completar, de cabeça, para o gol, aos 36 minutos. O brasileiro também tem naturalidade italiana.
Nos instantes finais, José Giménez voltou a aprontar na defesa. Ele fez falta boba em El Shaarawy, dentro da área, e a arbitragem confirmou a penalidade. De Rossi cobrou no canto e sacramentou a vitória dos italianos, aos 46 minutos.
Espanha e Colômbia empatam
A seleção espanhola suou muito e precisou de um gol já nos minutos finais da partida para arrancar um empate com a Colômbia nesta quarta-feira. Mesmo atuando em casa, em Múrcia, o time europeu sofreu e só chegou ao 2 a 2 graças à estrela do atacante Morata, que balançou a rede aos 41 minutos do segundo tempo.
É bem verdade que a Espanha entrou em campo sem pelo menos três nomes considerados titulares - Busquets, Thiago Alcântara e Diego Costa -, mas a atuação decepcionou. Agora, o país volta asatenções para as Eliminatórias para a Copa do Mundo do ano que vem, pela qual encara a Macedônia neste domingo, fora de casa.
Por outro lado, a Colômbia pôde comemorar o fato de ter feito frente a uma das principais seleções do mundo, mas deixou escapar um resultado até certo ponto histórico no fim. Na próxima terça-feira, a seleção volta a campo para outro amistoso, desta vez diante de Camarões, novamente na Espanha.
Em casa e apoiada pela torcida, a Espanha foi para cima no início nesta quarta-feira e criou as primeiras oportunidades. Aos nove minutos, Iniesta encontrou David Silva com um lindo passe, o meia tentou três vezes e parou no goleiro Ospina e na defesa colombiana em todas. Aos 19, Pedro arriscou de fora da área, mas jogou por cima.
De tanto insistir, a Espanha saiu na frente aos 21 minutos. Novamente, a jogada começou nos pés de Iniesta, passou por Iago Aspas e chegou a Pedro, que recebeu na direita e chegou cruzando. David Silva aproveitou cochilo da defesa para finalizar. Ospina ainda tocou na bola, mas não conseguiu desviá-la do gol.
A Espanha ainda chegaria com perigo uma outra vez com Iago Aspas, que tentou de letra. Mas o gol acordou a Colômbia, que respondeu. Aos 33 minutos, James Rodríguez recebeu na área, cortou a marcação e bateu de trivela, com perigo.
Mas os visitantes só chegariam ao empate em falha do sistema defensivo espanhol, aos 39 minutos. Com a jogada tranquila e dominada, Piqué, Azpilicueta e Pep Reina ficaram cercando a bola, esperando que alguém tomassem alguma decisão. Cardona, esperto, se antecipou e conseguiu o toque por cima do goleiro para balançar a rede.
As equipes voltaram mudadas para o segundo tempo, que perdeu em emoção. Só que mesmo sem insistir muito, a Colômbia conseguiu a virada no início. Aos nove minutos, James Rodríguez cobrou escanteio da direita e Falcao García chegou por trás do goleiro para finalizar de cabeça.
A partir daí, a Espanha se lançou ao ataque e chegou a ter bons momentos com Koke, em cobrança de falta, e Morata, em cabeçada que levou perigo, mas a Colômbia mostrava maturidade para segurar o placar. Isso até os 41 minutos, quando Morata recebeu cruzamento da esquerda e desviou de cabeça cruzado, sem chance para Ospina.
Mais cedo, outros dois amistosos na Ásia movimentaram a data Fifa desta quarta-feira. Iraque e Coreia do Sul empataram sem gols, enquanto que o Japão ficou no 1 a 1 com a Síria. (Correio do Povo)

0 comentários: