quinta-feira, junho 22, 2017

Morre Equador, o cavalo de R$ 6,97 milhões de reais


Morreu na noite desta segunda-feira, 20 de junho, o garanhão Equador de Santa Edwiges (foto ao lado), de oito anos. O cavalo havia sido arrematado, no Tatersal do Cavalo Crioulo do Parque de Exposições Assis Brasil, em Esteio (RS), em 19 de maio, há exatamente um mês, por nada menos do que R$ 6,97 milhões, considerado o maior valor já pago por um cavalo da raça no Brasil. A informação foi confirmada pela Associação dos Criadores de Cavalo Crioulo (ABCCC), por meio de nota publicada no site oficial da entidade.

Segundo informações apuradas pela Horse, Equador começou a passar mal na noite desta segunda-feira, apresentando quadro de diarreia e desconforto abdominal. Passou pela central de atendimento clínico do haras onde estava hospedado e, por volta das 21h, foi encaminhado ao Hospital Veterinário da Universidade Federal de Pelotas (RS)

Ficou em monitoramento e já apresentava sinais clínicos estáveis, mas ainda com grau de desconforto. Apesar de todos os cuidados, com tratamento intensivo e medicamentos, depois de 30 minutos o quadro clínico se agravou e Equador entrou em choque, indo à óbito. Os veterinários responsáveis pelo atendimento ainda não sabem precisar o motivo da morte e esperam a realização de necrópsia para maiores esclarecimentos.

O garanhão era considerado um dos melhores reprodutores da raça, já tendo produzido vencedores na raça Crioula, como JA Libertador, campeão do Freio de Ouro 2015, JA Impecável, Freio de Bronze em 2014, JA Impulso, Reservado Grande Campeão da Expointer, entre outros animais premiados.

A expectativa dos investidores era que o valor investido fosse recuperado em vendas de coberturas, estimadas em valores de R$ 20 a R$ 40 mil, e na produção de filhos com grande potencial para as principais provas da raça. (Revista Horse)

0 comentários: