sexta-feira, junho 02, 2017

O Japão lamenta o anúncio dos Estados Unidos de que saiu do Acordo do Clima e diz que faltou inteligência a Donald Trump

Foto: Reprodução
O governo do Japão classificou nesta sexta-feira de “lamentável” o anúncio do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, de retirar seu país do Acordo de Paris contra a mudança climática, e o ministro do Meio Ambiente, Koichi Yamamoto, tachou a medida de “contrária à inteligência humana”.
O Japão “confiava em trabalhar com os Estados Unidos no Acordo de Paris, de modo que o anúncio do governo americano é lamentável”, disse o ministro das Relações Exteriores japonês, Fumio Kishida, através de um comunicado.
A mudança climática “requer esforços da comunidade internacional”, disse Kishida, acrescentando que Tóquio vai “explorar formas para cooperar com os EUA” e fazer deste país, o segundo maior emissor global de gases de efeito estufa, “faça frente de forma efetiva ao problema”.
Por sua vez, o ministro Koichi Yamamoto, se mostrou “decepcionado” e “irritado” com o anúncio do presidente americano, e em uma entrevista coletiva, o classificou de “contrário à inteligência humana”.
O Japão, um dos signatários do Acordo de Paris, foi duro em suas declarações contra Donald Trump, uma manifestação pouco habitual do governo liderado pelo primeiro-ministro Shinzo Abe. (O SUL)

Tags

0 comentários: