sexta-feira, junho 02, 2017

Pelo menos 36 pessoas morrem intoxicadas após ataque a cassino na capital das Filipinas

Foto: Reuters
O ataque a um cassino no sul de Manila, capital das Filipinas, deixou dezenas de mortos, informam as agências internacionais de notícias na madrugada desta sexta-feira (02). A rede britânica BBC, a Reuters e a France Presse informam que pelo menos 36 pessoas morreram intoxicadas após um homem incendiar mesas no complexo. As vítimas morreram asfixiadas pela fumaça, após o homem atear fogo em várias mesas de jogo, disse um porta-voz dos bombeiros. Não está claro se o corpo do agressor está neste balanço.
O superintendente da polícia, Tomas Apolinario, afirmou que os corpos estavam entre o segundo e oitavo andar do complexo do Resort World Manila, que abriga um hotel, um cinema, um cassino, restaurante e shopping.
Homem armado
O ataque ocorreu no início da madrugada (hora local), quando um homem mascarado e armado com uma carabina M4 entrou no segundo andar do edifício e começou a incendiar mesas de jogo utilizando gasolina, tentando roubar fichas do cassino e realizando disparos. Pelo menos 54 se feriram – alguns com gravidade –, durante a fuga das pessoas. Tiros foram disparados, mas segundo a polícia, ninguém foi atingido. Após os primeiros relatos de tiros e explosões ouvidos no complexo, policiais, bombeiros e atiradores de elite foram enviados para a cena e isolaram o local.
O agente de polícia Ronald dela Rosa afirmou que “não há nenhuma indicação de terrorismo” e que o incidente pode ter sido um roubo. Segundo ele, um homem armado com um rifle entrou em um cassino do complexo e incendiou mesas. Ele fez alguns disparos, mas não estava apontando contra as pessoas, segundo Dela Rosa. “Não podemos dizer que foi um ato de terror. Ele não feriu ninguém”, disse.
Ainda de acordo com o chefe de polícia, o agressor atirou contra um local onde as fichas de jogos eram guardadas, encheu uma mochila com várias delas e fugiu em direção a um hotel. Dela Rosa afirmou que o suspeito “é branco de aparência estrangeira e tem cerca de 1,80 metro”. O corpo carbonizado do suspeito foi encontrado no quinto andar do hotel.
A polícia diz que o homem se escondeu no quarto número 501, se enrolou em lençóis borrifados de gasolina e ateou fogo, o que foi classificado pelos agentes como suicídio. O motivo para o assalto era a recompensa de 130 milhões de pesos filipinos (cerca de US$ 2,6 milhões) em fichas do cassino. Após o incidente, a fumaça tomou conta do complexo. (O SUL)

Tags

0 comentários: