sexta-feira, junho 23, 2017

Uma brasileira foi presa após matar o companheiro a facadas na Itália

Foto: Reprodução
Uma cidadã brasileira foi presa nesta quinta-feira (22), em Gênova, noroeste da Itália, após ter matado seu companheiro, Alessio Rossi, de 35 anos, a facadas durante uma briga. Aos investigadores, a mulher disse que agiu em legítima defesa e que ele a “agredia” frequentemente.
O episódio ocorreu em um prédio residencial situado no bairro periférico de Campasso, e o homem ainda tentou escapar pelas escadas, mas acabou morrendo. A brasileira se trancou dentro do apartamento e ameaçou se jogar pela janela, porém foi convencida pelas forças de segurança a se entregar.
Segundo as primeiras informações, o homem já tinha um histórico de agressões contra a companheira. O caso é investigado pela polícia de Gênova, que tenta reconstruir as circunstâncias exatas do homicídio.
Esposa esquecida em viagem
Um outro casal italiano, enquanto viajava de moto pela região de Turim e Asti, no norte da Itália, no último final de semana, viveu outro tipo de situação. De acordo com jornais italianos, o motociclista esqueceu a própria esposa em uma parada e só percebeu que ela não estava em sua garupa depois de percorrer 40 km.
Após uma parada em Moncalvo, uma pequena cidade turística da Itália, o homem de 59 anos retomou a viagem sem lembrar da mulher, disse o “La Stampa”. Ao chegar em Chieri, ele percebeu a falta da esposa, sentindo a moto “leve demais”, e resolveu ligar para o serviço de emergência.
“Não sei onde minha esposa está. Por favor, me ajudem”, disse o italiano à polícia, segundo a agência Ansa. As autoridades então refaziam o trajeto do motociclista quando a sua mulher conseguiu ligar para ele por meio de um telefone emprestado, já que havia deixado o seu celular no bagageiro da moto.
Segundo o jornal “Corriere Della Sera”, o caso terminou em risadas. Nem o homem e nem a mulher tiveram os nomes revelados. A agência Ansa disse que o caso virou piada na Itália porque lembra uma cena do filme “Pane e Tulipani” (Pão e Tulipas, em português), no qual o marido também esquece a esposa durante uma viagem.
Verão na Itália
O Ministério da Saúde da Itália emitiu nesta sexta-feira (23) um “alerta vermelho” para 10 cidades do país por conta das altíssimas temperaturas previstas para o fim de semana. Para amanhã (24), a medida vale para Bolonha, Bolzano, Brescia, Perugia e Turim e no domingo (25) a classificação atinge novamente Perugia e as cidades de Campobasso, Ancona, Pescara e Florença. Todas elas se juntam a Bolzano, que entrou em “alerta vermelho” já nesta sexta. Para as regiões, estão previstos picos de temperatura acima dos 40º Celsius.
De acordo com o Ministério, o nível mais alto na classificação significa “condições de emergência com possíveis efeitos negativos sobre a saúde de pessoas sãs e ativas e não apenas em grupos de risco, como idosos, crianças muito novas e as pessoas que sofrem de doenças crônicas
A entidade recomenda que as pessoas evitem áreas com muita poluição urbana, não façam atividades físicas desgastantes ao ar livre e se alimentam com comidas leves, sempre bebendo bastante líquidos. As duas últimas semanas foram as mais quentes do ano no país e, somado à crise hídrica que atinge diversas regiões italianas, colocam as autoridades em alerta máximo. (O SUL)

Tags

0 comentários: