• Inter joga mal, leva gol no final e é derrotado pelo Vila Nova

    Foto: Carlos Costa 
    O Inter repetiu velhos erros, teve mais uma atuação abaixo do esperado e foi derrotado pelo Vila Nova na tarde deste sábado no Serra Dourada. Mesmo com a atuação ruim, o Colorado arrancava um empate até os 45 do segundo tempo, quando Mateus Anderson aproveitou jogada de Tiago Adan para garantir a vitória de 2 a 1. Antes, Alípio havia aberto o placar para o time goiano e William Pottker, de pênalti, igualado para os gaúchos.
    Com a derrota, o Inter perde a chance de entrar no G4 da Série B. Com 24 pontos, o Colorado ainda foi ultrapassado pelo Vila Nova, que agora tem 26, na tabela. O time de Guto Ferreira volta a campo na próxima terça-feira, às 21h30min, no Beira-Rio.
    Guto muda esquema, mas Inter tem dificuldade para finalizar
    Apesar de ter testado durante a semana uma formação com três atacantes, Guto Ferreira manteve a equipe com um trio de volantes. Fabinho foi o escolhido para o lugar do suspenso Edenilson. No ataque, o treinador surpreendeu com Diego no lugar de Nico López.
    A escolha por Diego se explicou pela montagem tática da equipe. Com D'Alessandro livre quase como um falso 9, os atacantes William Potteker e Diego tiveram a missão de voltar pelos lados para fechar a linha de meio-campo na marcação. Com a bola, os dois se aproximavam da área com as laterais Cláudio Winck e Uendel ficando responsáveis pelas jogadas nos lados do campo.
    O Inter quase saiu na frente aos 7 minutos em um lance fortuito. D'Alessandro tentou o cruzamento para a área e o efeito da bola quase enganou o goleiro Luís Carlos, que conseguiu fazer a defesa de mão trocada. O lance, porém, foi a única finalização no gol do time colorado ao longo de todo o primeiro tempo.
    Aos 18, o Inter até teve uma boa chance, mas não se tornou finalização. D'Alessandro recebeu passe de Gutiérrez e tocou de primeira para Diego. O atacante, porém, demorou para definir o lance e quando tentou chutar acabou travado pela marcação.
    A dificuldade para criar foi fazendo o Inter se desorganizar ao longo da primeira etapa. Com muitos erros de passe na saída de bola, o time foi dando campo para o Vila Nova. Aos 24, Alípio bateu cruzado e Danilo Fernandes meio sem jeito mandou a bola para escanteio.
    O jogo foi parado aos 30 minutos para os jogadores se reidratarem por conta do clima de Goiânia. O Vila Nova aproveitou a parada e voltou melhor para os 15 minutos finais da primeira etapa.
    Logo no recomeço do jogo, o lançamento em profundidade pegou a defesa colorada desarrumada e Victor Cuesta teve que fazer a falta para impedir a entrada de Moisés livre com o goleiro Danilo Fernandes. O argentino levou o cartão amarelo, seu terceiro, e não irá enfrentar o Oeste na terça-feira.
    O Vila Nova ainda teve mais uma chance antes do intervalo. Aos 42, o lateral Gastón recebeu livre dentro da área, fez o giro e mandou raspando o travessão.
    Inter segue mal e é derrotado com gol no final
    Apesar do pouco futebol do primeiro tempo, o técnico Guto Ferreira não fez nenhuma alteração no intervalo. O time, entretanto, teve uma mudança no posicionamento. A equipe voltou no 4-2-3-1 com Pottker como homem mais adiantado e D'Alessandro aberto pela direita. Gutiérrez foi adiantado pela ser o meio central da equipe.
    A mudança de Guto não surtiu efeito. Adiantado, Gutiérrez não conseguiu achar o posicionamento para ajudar na criação das jogadas. A dupla de volantes com Fabinho e Dourado também não funcionou. Em erros deles, o Vila Nova chegou ao gol aos 13 minutos.
    O lateral Gastón avançou pelo lado esquerdo, deu um corte e Fabinho e cruzou para a área. Dourado tentou fazer o corte de carrinho, mas deu a bola nos pés de Alípio, que, livre, bateu no canto de Danilo Fernandes para abrir o placar, 1 a 0.
    Logo após o gol goiano, o técnico Guto Ferreira fez as primeiras mudanças na equipe colorada. D'Alessandro e Diego foram sacados para as entradas de Eduardo Sasha e Nico López.
    Somente aos 20 minutos do segundo tempo foi que William Pottker fez sua primeira finalização no jogo. Ele recebeu ao lado da área, cortou para a perna esquerda e bateu por cima. Na sequência, Guto Ferreira fez a última troca: Juan no lugar de Gutiérrez.
    O Inter seguia sem conseguir criar, mas aí teve a sorte de um pênalti a seu favor. Aos 24, Uendel tentou um cruzamento que parecia não levar perigo, mas a bola desvio no braço de Mateus Anderson. O árbitro Vinícius Furlan viu e marcou a penalidade. Coube a William Pottker fazer a cobrança. O camisa 99 bateu no canto e a bola ainda bateu em Luís Carlos antes de entrar, 1 a 1.
    Mesmo com o gol, o Inter não conseguiu melhorar seu desempenho. O Colorado seguiu com dificuldades para criar e chegou apenas em chutes de fora da área. Em um deles, de Juan aos 41, a bola até balançou as redes, mas o lance tinha sido parado por falta no goleiro Luís Carlos.
    A atuação ruim do Inter foi castigada nos minutos finais. Aos 45, Tiago Adan arrancou em velocidade e rolou para Mateus Anderson, que bateu sem chances para Danilo Fernandes para fazer o 2 a 1 e garantir a vitória do Vila Nova.
    Brasileirão Série B 2017 - 16ª Rodada
    Vila Nova - 2
    Luis Carlos; Magno, Alemão, Wesley Matos e Gastón; PH, Geovane, Alan, Alípio (Mateus Müller), Mateus Anderson e Moisés. Técnico: Hemerson Maria.
    Inter - 1
    Danilo Fernandes; Cláudio Winck, Danilo Silva, Vitor Cuesta e Uendel; Fabinho, Rodrigo Dourado, Felipe Gutiérrez (Juan) e D'Alessandro (Sasha); Diego (Nico López) e William Pottker. Técnico: Guto Ferreira.
    Gols: Alípio (13min/2ºT) Mateus Anderson (45min/2ºT); Pottker (25min/2ºT)
    Cartões amarelos: Geovane, Gastón (VN); Victor Cuesta, Cláudio Winck, Dourado (INT)
    Cartão vermelho: Geovane (VN)
    Arbitragem: Vinícius Furlan (SP), auxliado por Vitor Carmona Metestaine (SP) e Bruno Salgado Rizo (==SP)
    Local: Estádio Serra Dourada, em Goiânia (GO). (Correio do Povo)
  • You might also like

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário