segunda-feira, julho 03, 2017

Inter volta a jogar mal e perde em casa para o Boa Esporte

Foto: Mauro Schaefer
O Inter voltou a decepcionar. Pela quarta vez em cinco jogos, a equipe colorada deixou o seu próprio campo sem apresentar um bom futebol e, pior, com derrota. O Colorado foi batido por 1 a 0 para o Boa Esporte, numa fria noite de sábado em Porto Alegre, em confronto que valeu pela 11ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro.
A derrota mantém o time colorado com 17 pontos, mas cede o lugar no G4 para o América-MG, que venceu o Brasil de Pelotas. O Inter volta a campo no sábado que vem, de novo no Beira-Rio. Os colorados recebem o Criciúma.
Ruim de ver no primeiro tempo
A semana dedicada exclusivamente a treinamentos e concentração que o Inter passou pareceu não dar resultados nos primeiros momentos do confronto com o Boa Esporte. Mais uma vez, a equipe de Guto Ferreira encontrou dificuldades diante de uma retranca no Beira-Rio e, se não bastasse, ainda sofreu sérios riscos na defesa no primeiro tempo.
Ainda assim, o primeiro esboço de boa chance foi do Inter. D'Alessandro surpreendeu a marcação aos 6 rolando uma cobrança de falta para Carlinhos ao invés de levantar na área. Mas o lateral pegou mal e mandou longe do gol. Acabou sendo um pouco de resumo dos minutos seguintes. O Inter, outra vez, era aquele com sérias dificuldades em concluir no gol, quando não errava um passe antes.
O adversário crescia nos contragolpes, mas igualmente aos colorados, pecava na hora da conclusão: aos 22, Juan chegou a invadir a área do Inter e deu um toque para tirar de Danilo, só que exagerou na força e tocou para fora. Quando as coisas pareciam se encaixar, a marcação surgia, como aos 25, quando D'Ale acionou Fabinho na ponta direita e Brenner só não cabeceou para o gol porque Julio Santos chegou junto no instante certo.
Nos minutos finais, um pouco de drama. O Boa, que passou a maioria do tempo se preocupando primeiro com a defesa, resolveu causar um pouco de caos na defesa do Inter, que se mostrou insegura – em cinco minutos, os jogadores colorados levaram dois amarelos por faltas. Felipe Mateus causou grandes problemas. Primeiro, quase cavou pênalti, aos 43. Em seguida, fez Danilo Fernandes buscar uma cobrança de falta quase no ângulo.
Boa troca passes, marca e despacha o Inter
Apesar da troca de Mossoró por Juan no Inter, o segundo tempo começou tal qual terminou o primeiro: com o Boa Esporte ignorando o fato de estar no Beira-Rio e indo para cima do Inter. E aí não demorou para aparecer o resultado. Aos 6, a equipe mineira tabelou na frente da área colorada e, quando Dourado tentou o bote, a bola acabou sobrando para Diones, frente a frente com Danilo Fernandes. Ele tocou no canto e correu para o abraço.
Não houve reação imediata. E o Inter seguiu sem criatividade do meio para frente, além de não passar segurança atrás. Os comandados de Guto voltaram a exagerar nos cruzamentos, mas sem elvar perigo para o goleiro Daniel. O técnico colorado ainda ouviu vaias aos 19, quando tirou Brenner para colocar Diego. Eduardo Sasha, pouco operante, só deixou o campo aos 31, para a entrada de Roberson.
A situação poderia melhorar aos 37, quando Julio Santos foi expulso. Mas nos cerca de dez minutos com a vantagem numérica, o goleiro Daniel não teve mais trabalho do que em todo o período anterior.
Série B - 11ª rodada
Inter 0
Danilo Fernandes; Fabinho, Klaus, Danilo Silva e Carlinhos; Rodrigo Dourado, Charles, Mossoró (Juan) e D'Alessandro; Eduardo Sasha e Brenner (Diego); Técnico: Guto Ferreira.
Boa Esporte 1
Luiz, Ruan, Douglas Assis, Júlio Santos, Paulinho, Escobar, Reis, Diones, Ramon (Taciano), Felipe Mateus e Wesley. Técnico: Nedo Xavier
Gol: Diones (6/2)
Cartões amarelos: Danilo Silva, Eduardo Sasha, Carlinhos, Diego, Rodrigo Dourado; Julio Santos, Wesley, Ramon
Expulsão: Julio Santos
Arbitragem: Pablo dos Santos Alves, auxiliado por Márcio Freire Lopes e Tomaz Diniz de Araújo.
Público: 26.206 torcedores
Local: estádio Beira-Rio, em Porto Alegre. (Correio do Povo)

0 comentários: