segunda-feira, julho 31, 2017

O Grêmio empata com o Santos e perde a chance de se aproximar do líder no Brasileirão

Foto: Lucas Uebel
Com várias chances de gol desperdiçadas, o Grêmio empatou com o Santos em 1 a 1, neste domingo (30), em jogo válido pela 17ª rodada do Campeonato Brasileiro. As duas equipes tentam alcançar o líder Corinthians, que segue invicto no Brasileirão, com 41 pontos, após empatar com o Flamengo em 1 a 1, em São Paulo, também neste domingo.
Com o resultado, o Tricolor se mantém em segundo lugar, com 33 pontos, oito atrás do Corinthians. Já o Santos tem 31 pontos e continua em terceiro, dez pontos atrás do rival paulista.
O Tricolor começou a partida pressionando e com mais chances de fazer o gol, mas a primeira finalização acabou partindo do clube paulista no final do primeiro tempoApesar da superioridade do Grêmio durante a maior parte do jogo, o clube gaúcho não conseguiu diminuir a vantagem do Corinthians na competição.
Até os primeiros 15 minutos, o Santos conseguiu segurar a pressão gremista, marcando muito. Mas os 30 minutos seguintes foram dominados pelo Tricolor. Com Fernandinho e Everton substituindo Arthur e Lucas Barrios, o Tricolor teve uma boa movimentação no ataque, com triangulações e boas jogadas, tanto pelo lado esquerdo, quanto pelo direito. Vanderlei foi o principal jogador do Santos no primeiro tempo, fechando a meta.
As redes da Arena do Grêmio balançaram na reta final do primeiro tempo. Aos 44 minutos, o Peixe saiu na frente. Após cobrança de escanteio de Jean Mota, David Braz aproveitou desvio de Bruno Henrique e completou para o gol. A resposta tricolor foi imediata e, aos 46 minutos, Fernandinho deixou tudo igual. O atacante mostrou oportunismo, pegou o rebote do goleiro Vanderlei e empatou a partida.
No segundo tempo, os dois times voltaram com a mesma formação. O Grêmio logo chegou ao ataque, primeiro com Fernandinho pela direita e, na sequência, com Pedro Rocha pela esquerda. O atacante cortou a marcação de Victor Ferraz e cruzou. Fernandinho dominou, mas a arbitragem anulou o lance por domínio com o braço.
No ataque, Luan tabelou com Pedro Rocha, que recebia o último passe, mas Victor Ferraz fez o desarme. Aos 7 minutos, depois de trabalhar bem a bola, Pedro Rocha recebeu no meio, cortou para a direita e bateu forte; Vanderlei espalmou.
Pela direita, os gremistas chegaram com Edilson, que cruzou. Everton chutou, mas dividiu com marcador e saiu pela linha de fundo. Escanteio. Na cobrança, a bola foi colocada na área. A sobra ficou com Everton que sofreu falta na esquerda. Luan colocou na área, mas a zaga afastou.
Aos 21 minutos, depois da zaga afastar o cruzamento de Edilson, Ramiro ficou com a sobra, matou no peito e mandou a gol. Vanderlei conseguiu a defesa. O Santos teve uma chance com cobrança de falta. Ricardo Oliveira colocou na área, mas os atacantes cometeram falta de ataque sobre Edilson.
Entrando na vaga de Everton, o equatoriano Michel Arroyo teve sua estreia, mas não teve nem tempo de mostrar o seu futebol. No seu segundo lance na partida, o atleta disputou uma bola de cabeça com Vitor Ferraz e acabou fraturando o nariz, sendo substituído.
Com a saída de Arroyo, foram mais 7 minutos de acréscimo e muitos cartões amarelos, inclusive com Edílson sendo expulso. Geromel levou seu terceiro cartão amarelo e também está fora da próxima partida. O Tricolor ainda teve um lance no último minuto, em que Luan mandou a gol, mas Vanderlei defendeu. O jogo finalizou aos 56 minutos.
“O que me deixa feliz é que o Grêmio jogou bem. (…) Se alguém tivesse que vencer o jogo hoje, seria o Grêmio. (…) São jogos difíceis, a gente não vai ganhar todos”, afirmou o técnico Renato Portaluppi, em entrevista coletiva após o duelo. Questionado sobre supostos erros da arbitragem, Renato preferiu não polemizar. “Não gosto de falar de arbitragem. (…) Eu Procuro treinar minha equipe para ela jogar futebol e ela tem feito isso”, disse. Já o vice de futebol Odorico Roman afirmou que “o juiz foi conivente inclusive com jogadas desleais”.
A próxima partida do Grêmio é contra o Atlético-GO, na próxima quarta-feira (2), pela 18ª rodada do Brasileirão, no estádio Olímpico Pedro Ludovico, em Goiânia (GO).
Escalação
Grêmio: Marcelo Grohe; Edílson, Geromel, Kannemann e Cortez; Maicon, Ramiro, Fernandinho, Luan e Pedro Rocha; Everton (Arroyo, depois Jaílson). Técnico: Renato Portaluppi.
Santos: Vanderlei; Victor Ferraz (Daniel Guedes), Lucas Veríssimo, David Braz e Jean Mota; Alison (Leandro Donizete), Yuri, Lucas Lima, Bruno Henrique, Copete e Ricardo Oliveira (Thiago Ribeiro). Técnico: Levir Culpi.
Arbitragem
Trio catarinense: Braulio da Silva Machado, auxiliado por Kleber Lucio Gil e Neuza Ines Back
Gols
Fernandinho (46min/1°T); David Braz (44min/1°T)
Cartões amarelos
Maicon, Geromel (GRE); Yuri, Thiago Ribeiro, Lucas Lima (SAN)
Cartão vermelho
Edílson (GRE)
Público
32.251 torcedores. (O SUL)

0 comentários: