segunda-feira, julho 03, 2017

Palmeiras vence os reservas do Grêmio e se aproxima na tabela do Brasileirão

Foto: Cesar Greco
O time reserva do Grêmio perdeu para a equipe mista do Palmeiras, por 1 a 0, na tarde deste sábado, no Pacaembu. Com o resultado, o Tricolor permanece com 22 e fica a três do adversário paulista. O líder Corinthians, que está a quatro pontos dos comandados de Renato Portaluppi, joga no domingo, às 16h, no Itaqueirão, às 16h, e pode ampliar a distância.
O Palmeiras dominou as ações ofensivas na maior parte do jogo, mas precisou de um erro defensivo do Tricolor para marcar o gol. No segundo tempo, Rafael Veiga cruzou rasteiro, Machado desviou, a bola bateu em Bressan e tirou do goleiro Léo.
Na próxima terça-feira, o Grêmio vai a Argentina enfrentar o Godoy Cruz, no estádio Malvinas Argentinas, em Mendoza, no primeiro jogo das oitavas de final da Libertadores. Pelo Brasileiro, os comandados de Renato Portaluppi enfrentam no domingo, dia 9, o Avaí, às 19h, na Arena do Grêmio.
Palmeiras pressiona e Grêmio busca o contra-ataque
O Palmeiras começou a partida pressionando o Grêmio. Apesar da velocidade pelas laterais e a presença no campo ofensivo, o clube paulista não conseguia construir oportunidades claras de gol. Aos 53 segundos, Michel Bastos arriscou de fora da área, mas a bola passou à direita da meta de Léo.
Logo a 12 minutos, um lance que gerou muitas reclamações por parte de Cuca e da torcida presente no Pacaembu. Egídio caiu dentro da área após choque com Léo Gomes, mas o árbitro Wagner do Nascimento Magalhaes entendeu como falta fora da área. Cinco minutos depois, ocorreu o primeiro ataque dos reservas do Grêmio. Fernandinho arrematou de fora da área, Zé Roberto desviou e a bola fico fácil para Prass.
Aos 18 ocorreu a melhor chance do Palmeiras até então. Borja foi à linha de fundo e cruzou rasteiro. Erik, chegou atrasado, mas por pouco, não empurrou para o fundo das redes. Após esse lance, o Tricolor melhorou e passou a jogar no campo do adversário, mas, rapidamente, o time local retomou as ações ofensivas. Entretanto, continuava com dificuldades para ultrapassar o bloqueio defensivo gremista.
Fernandinho passou por dois marcadores, ajeitou e bateu de fora da área, aos 39 minutos, e a bola passou próxima ao poste esquerdo de Prass. No lance seguinte, Michel Bastos bateu com o pé direito, mas a bola saiu fraca e Léo fez a defesa. Aos 42, Keno se livrou de Leonardo Gomes, na entrada da área, e bateu forte. A bola subiu e passou próximo ao travessão de Léo.
Palmeiras marca com Bressan, contra
As duas equipes voltaram sem alterações, mas, mesmo assim, o jogo se modificou. Os dois times dividiam as ações ofensivas, com os “donos da casa” com um pouco mais de presença ofensiva. Mas a primeira oportunidade foi gremista. Aos oito, Everton escapou pela esquerda, passou para Kaio, que cruzou, a bola bateu em Zé Roberto e tomou a direção do gol. Egídio, em cima da linha, afastou o perigo.
Aos 15, Renato retirou Bolaños, que não atuava há dois meses, e colocou Nicolas Careca. A partir deste momento do jogo, o Palmeiras voltou a ter a posse de bola e pressionar. Aos 21, Michel Bastos tentou surpreender Léo e bateu falta da direita de ataque direto para o gol. A bola passou pelo meio da barreira e rente ao poste esquerdo de Léo, saindo pela linha de fundo. Sete minutos depois, Machado entrou na vaga de Lincoln.
O jovem passou para Kaio, aos 30, e o volante bateu em gol. Porém, a bola desviou em um marcador e chegou sem força para Prass. Dois minutos depois, Rafael Veiga avançou pela direita de ataque e cruzou. Machado se jogou no interior da área para afastar o perigo, mas a bola foi em direção a meta, bateu em Bressan e foi parar no fundo da rede. Palmeiras 1x 0.
O Grêmio passou a ter mais presença no gramado ofensivo, mas não conseguiu criar boas oportunidades para deixar tudo igual. Com isso, o jogo terminou com a vitória do Palmeiras.
Campeonato Brasileiro – 11ª rodada
Palmeiras 1
Fernando Prass; Mayke, Luan, Juninho e Egídio; Bruno Henrique, Zé Roberto e Michel Bastos (Rafael Veiga); Erik (Willian), Borja e Keno (Róger Guedes). Técnico: Cuca
Grêmio 0
Léo; Leonardo, Thyere, Bressan e Marcelo Oliveira; Kaio, Jailson (Lima), Fernandinho, Bolaños (Nicolas Careca) e Lincoln (Machado); Everton. Técnico: Renato Portaluppi.
Gols: Bressan (Contra – 32min/2º)
Cartões amarelos: Bressan (G) e Juninho, Rafael Veiga e Borja (P)
Cartões vermelhos:
Arbitragem: Wagner do Nascimento Magalhaes (Fifa-RJ)
Auxiliares: Rodrigo Henrique Correa (Fifa-RJ) e Thiago Henrique Neto Correa Farinha (RJ)
Local: Pacaembu, em São Paulo (SP). (Correio do Povo)

0 comentários: