• Preço da gasolina tem reajuste em postos após governo aumentar impostos

    Foto: AG
    Após a alta de PIS e Cofins nos combustíveis anunciada na quinta-feira (20) pelo governo, os postos já aumentaram o preço da gasolina pelo país. Foram encontrados estabelecimentos que reajustaram os preços nos estados de São Paulo, Minas Gerais, Espírito Santo, Paraná, Piauí, Pernambuco, Bahia, Rio Grande do Sul, Rio Grande do Norte, Alagoas e Paraíba. No caso do Piauí, Paraná e Paraíba, motoristas fizeram fila para abastecer seus veículos em postos que não haviam subido os preços.
    A alíquota de PIS e Cofins ficou mais alta para a gasolina, o etanol e o diesel. No caso da gasolina, a tributação mais que dobrou, passando de R$ 0,38 para R$ 0,79 por litro. Se a alta for repassada na íntegra para o consumidor, o litro da gasolina deverá ficar R$ 0,41 mais caro no país. A decisão sobre o repasse ao consumidor final, contudo, é de cada posto de combustível.
    Segundo o presidente do Sincopetro (Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo do Estado de São Paulo), José Alberto Gouveia, os postos de combustíveis do país já receberam das distribuidoras o repasse do aumento do PIS e Cofins nos preços. Considerando a Cide, que é de R$ 0,10 por litro, os impostos sobre a gasolina devem custar aos motoristas R$ 0,89 para cada litro.
    “Vai ter posto com estoque baixo que subirá os preços de imediato, enquanto outros tentarão segurar um pouco, porque o mercado está muito competitivo”, afirma Gouveia, acrescentando que os R$ 0,41 de aumento “assustaram” o setor, que esperava uma elevação na faixa de R$ 0,10.
    Na avaliação do presidente do Sincopetro, o aumento deve desaquecer o consumo nos postos. “O mercado já estava fraco e, diante dessa elevação, a expectativa é de uma queda ainda maior nas vendas”.
    Procurado, o Sindicom (Sindicato Nacional das Empresas Distribuidoras de Combustíveis e de Lubrificantes) não se posicionou sobre o aumento até a última atualização desta notícia.
    São Paulo
    Por volta das 10h, um posto Shell na avenida Luís Carlos Berrini, na Zona Sul de São Paulo, mudou o valor do preço da gasolina e do etanol nas faixas de anúncio para R$ 3,39 e R$ 2,39, respectivamente. Apesar da alteração na faixa, os preços na bomba permaneciam os antigos, R$ 0,40 mais baratos: R$ 2,99 para gasolina e R$ 2,099 para etanol.
    Manuel Rodrigues, dono de um posto de gasolina no Centro de São Paulo, afirmou que não recebeu muitas informações sobre o aumento dos impostos, mas que deve aumentar os preços ainda nesta sexta. “Vamos ter que aumentar hoje, já não ganhamos nada. Eles [governo] estão maltratando o povo”, disse. A gasolina em seu posto está R$ 3,19 e deve subir entre R$ 0,40 e R$ 0,45.
    Minas Gerais
    A reportagem acompanhou a alteração do preço do litro de gasolina em um posto na Avenida Tereza Cristina, no bairro Carlos Prates, Região Centro-Sul de Belo Horizonte. O combustível, que custava R$ 3,29 no local, passou a ser cobrado a R$ 3,69. Os clientes reclamaram do reajuste. Outros postos na capital mineira também já fizeram a mudança.
    No Sul de Minas, em um posto de Poços de Caldas, por exemplo, o repasse foi de R$ 0,20. Em outros, de Varginha, a previsão é de aumento de R$ 0,40 por litro.
    Rio Grande do Sul
    No posto mais caro visitado pela reportagem, onde o litro da gasolina comum custa R$ 4,17 e o da aditivada, R$ 4,57, o gerente informou que já atua com novo valor após o aumento de imposto. O valor antigo era de R$ 3,69. O estabelecimento fica na Avenida Carlos Gomes. O dono explicou que compra gasolina todos os dias e que não tem estoque. Segundo ele, nesta sexta, a entrega já foi realizada com novos valores.
    Em um posto na Avenida Carlos Barbosa, no bairro Medianeira, em Porto Alegre, o valor de R$ 3,49 para gasolina comum e aditivada, com pagamento em dinheiro, atraiu consumidores na manhã desta sexta-feira (21). No cartão, o preço aumenta para R$ 3,59. O preço mais baixo, porém, não vai durar muito. Já no sábado, o proprietário do posto já prevê aumento com a chegada da próxima carga.
    Rio Grande do Norte
    Vários postos de Natal reajustaram o valor dos combustíveis nesta sexta-feira (21). A gasolina comum chega a R$ 4,19 em Natal. Antes do reajuste, o preço médio era de R$ 3,59 o litro da gasolina.
    Os postos que não reajustaram os combustíveis registravam movimento intenso na manhã desta sexta em Natal. Em alguns locais ainda era possível encontrar a gasolina comum, por exemplo, a R$ 3,39. (O SUL)
  • You might also like

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário