quinta-feira, agosto 03, 2017

Novo iPhone poderá ter um sensor infravermelho capaz de identificar o rosto do proprietário mesmo no escuro

Foto: Reprodução
Todos os anos a história se repete: assim que o calendário se aproxima do mês de setembro, diversos rumores sobre como será o novo iPhone começam a aparecer na imprensa especializada em mercado digital, bem como nos milhares de sites e blogs dedicados ao assunto – além, é claro, das redes sociais.
Dentre as informações com maior potencial de impacto, uma das que mais repercutiram está relacionada a mais uma inovação no smartphone da Apple: um recurso de identificação facial a partir de sensores infravermelhos.
A novidade foi descoberta pelo desenvolvedor Steve Troughton-Smith, que analisou as linhas de código do firmware do HomePod, alto-falante conectado que a Apple deve lançar até o final do ano. A informação teria sido acidentalmente publicada pela Apple no domingo.
No código, é possível encontrar a referência a “BKFaceDetect”, na qual “BK” se refere à expressão “Biometric Kit”, bem como indicações de uma câmera infravermelha, capaz de captar informações sobre o rosto do usuário mesmo no escuro – algo bem útil para quem costuma usar o celular na cama antes de dormir, por exemplo.
Especulações
Além disso,  o código “publicado” pela Apple no final de semana passado contém uma imagem sobre como será a tela do aparelho. Seguindo uma tendência recente no mercado de smartphones, o novo iPhone também deverá ter uma tela “infinita”, com pouco espaço para botões – rumores anteriores diziam que o botão Home seria transformado em um espaço na tela sensível a toque do aparelho.
De acordo com imagens veiculadas nos últimos dias, a tela do novo celular parece se estender até em volta do alto falante, câmeras e sensores que ficam na parte frontal do aparelho. Até o momento, no entanto, não há qualquer confirmação oficial sobre esses detalhes por parte da Apple.
Os curiosos terão que aguardar até o mês que vem, quando as novas versões serão anunciadas e apresentadas pela empresa. Ansiosos, especialistas do setor já falam que o iPhone deverá chegar ao mercado em três alternativas, cada qual destinada a um segmento específico de consumidores.
A próxima versão do iPhone, que tem sido chamada no mercado de iPhone 8, tem gerado grande expectativa, já que 2017 é o ano em que o aparelho completou uma década de lançamento, período que o consagrou como um dos mais bem sucedidos produtos da moderna história da tecnologia. Outros analistas cogitam, ainda, que os novos iPhones ganharão novos recursos de realidade aumentada, além de uma versão mais inteligente da assistente pessoal Siri. (O SUL)

0 comentários: