segunda-feira, agosto 14, 2017

Prefeitura abre sindicância sobre morte de paciente em posto de saúde de Caxias do Sul

Foto: Kamila Mendes
Prefeitura de Caxias do Sul abriu uma sindicância para investigar a morte de uma paciente na última quarta-feira (9) no Pronto Atendimento 24 Horas do município da Serra do Rio Grande do Sul. Segundo um relatório da Coordenação de Enfermagem do posto de saúde, médicos que deveriam estar de prontidão não foram encontrados para prestar atendimento à vítima.
A abertura da investigação foi determinada pelo prefeito Daniel Guerra e pela secretária da Saúde, Ana Paula Fonseca. A prefeitura ainda encaminhará denúncia ao Conselho Regional de Medicina do Estado do Rio Grande do Sul (Cremers) e à Polícia Civil.
"Estamos empreendendo diversos esforços para a fiscalização da carga horária dos médicos servidores e não podemos compactuar com condutas que denigrem a classe médica e prejudicam o atendimento à população. Queremos que esse caso seja esclarecido com rapidez", afirma o prefeito.
De acordo com o relatório, uma mulher deu entrada no posto de saúde às 7h45 inconsciente, sem pulso palpável e em parada cardiorrespiratória. Enfermeiros e técnicas de enfermagem tentaram reanimar a paciente, mas não conseguiram e solicitaram apoio médico, acionando uma campainha de emergência que ressoa no setor onde ficam os plantonistas.
Ninguém atendeu e, ainda conforme o relatório, a campainha foi acionada mais três vezes. O médico que estava em horário de descanso assumiu o atendimento às 7h55, mas não teve sucesso, e o óbito da mulher foi declarado às 8h20.
De acordo com a coordenação de enfermagem, dois médicos realizam atendimento no período entre 4h e 8h, e se revezam entre atendimento e horário de descanso. No entanto, apesar dos toques na campainha, nenhum deles compareceu para auxiliar as técnicas de enfermagem.
Ainda segundo a prefeitura, o registro de ponto biométrico apontou que um dos plantonistas que deveria estar em atendimento marcou saída às 7h46. O outro não registrou a entrada. (G1/RS)

0 comentários: