segunda-feira, setembro 04, 2017

Prêmio Cabanheiros reconhece trabalho durante a 40ª Expointer

Foto:Tiago Francisco

Os profissionais que trabalham durante toda a feira para garantir o bem estar e a melhor apresentação dos animais durante a Expointer foram reconhecidos pela Farsul e pelo SBT na manhã deste sábado. O prêmio para os Cabanheiros, realizado há 15 anos, já virou uma tradição esperada pelos responsáveis pelo cuidado com os animais em exposição na feira.
Foram sorteados diversos prêmios, desde cuias e chapéus até pequenos eletrodomésticos. Adriano Rodrigues da Silva levará uma TV de volta à cidade de Palmas, no Paraná. Ele cuida de animais das raças Charolês e Caracu e veio à Expointer pela terceira vez.
“Ser cabanheiro é um trabalho anônimo, de quem conhece, muitas vezes longe dos livros, mas com a prática de vida campeira que o torna um técnico na sua linha”, afirma o presidente da Comissão de Exposições e Feiras da Farsul, Francisco Schardong, ao destacar a relevância da premiação.


Alberi Oliveira BIcharba, de Águas Claras, Viamão, pulou de alegria e fez uma grande festa ao ouvir seu número ser sorteado pelo presidente da Comissão de Exposições e Feirasda Federação. Não era para menos: o cabanheiro que cuidou de equinos da raça Mangalarga ganhou um dos principais prêmios do sorteio pela segunda vez: em outra edição, levou uma televisão. Neste ano, saiu com uma bicicleta.
Marcelo Coelho, jornalista do SBT, falou sobre a importância do agronegócio para a emissora, celebrou a parceria entre Farsul e SBT que oferece prêmios aos trabalhadores e parabenizou os cabanheiros pelo seu empenho durante os nove dias da exposição. Os Cabanheiros ainda acompanharam show de Ênio Medeiros na Praça Central do Parque de Exposições Assis Brasil. ( Imprensa Sistema Farsul)

0 comentários: