segunda-feira, novembro 20, 2017

Marinha da Argentina reforça busca por submarino nas profundezas do mar

Apesar das condições meteorológicas advsersas, com ondas de até seis metros e ventos acima dos 80 km/h, a Marinha argentina reforça as buscas pelo submarino ARA San Juan, desaparecido na úlima quarta-feira. A operação agora conta com o apoio do esquadrão de resgate de submarinos dos Estados Unidos, permitindo ampliar a procura pela embarcação nas profundezas do mar. Além disso, uma navegação inglesa escaneia a profundiade do ocean através de uma sonda.
A Marinha Argentina está confiante com as buscas, principalmente depois de o San Juan tentar contato via satélite no domingo. De acordo com o porta-voz da Marina, Enrique Bilbo, a tripulação do submarino ainda tem comida e oxigênio. De acordo com o jornal Folha de S. Paulo, o San Juan faria uma viagem de dez dias, mas tinha suprimento para 15.
O submarino com 44 tripulantes perdeu a comunicação na última quarta-feira quando fazia o trajeto entre o Ushuaia (sul da Argentina) e a Base Naval de Mar del Plata. As buscas pela embarcação ja completaram 80% da área estipulada pela Marinha, que foi delimitada a partir do ponto em que foi feito o último contato com o submarido.
A Marinha da Argentina conta com todo tipo de embarcações e aviões nas buscas. Participam da investigação aeronaves militares, científicas e, até, barcos pesqueiros. Equipamentos de ao menos cinco países também auxiliam os argentinos.
A Marinha do Brasil e a Força Aérea Brasileira (FAB) enviaram três embarcações e duas aeronaves para o Sul da Argentina. O navio brasileiro Almirante Maximiliano chegou ao ponto do último contato dos militares argentinos com a embarcação, mas o tempo ruim dificulta as buscas. (Correio do Povo)

Tags

0 comentários: