• Michel Temer diz que a votação da reforma da Previdência na Câmara dos Deputados está marcada para os dias 18 e 19 deste mês

    O presidente da República, Michel Temer, afirmou nesta sexta-feira (08), em São Paulo, que a votação da reforma da Previdência na Câmara dos Deputados está marcada para os dias 18 e 19 de dezembro. O chefe do Executivo também disse que o governo federal espera votar o tema no Senado em fevereiro.
    “Há convicção de que precisamos fazer agora [a votação] na Câmara dos Deputados para, na sequência, realizá-la no Senado Federal em fevereiro”, afirmou o peemedebista. O presidente participou de um evento da indústria química e defendeu o diálogo com o Congresso Nacional. Ele pediu ainda apoio aos empresários para convocar deputados federais ligados ao setor para votarem a favor da reforma.
    Temer também solicitou aos empresários que façam uma “força-tarefa” e liguem para os parlamentares pedindo votos. “É preciso que os senhores saiam a campo: conhece um deputado, liga para ele”, defendeu. “Faz uma força-tarefa”, completou. Temer ressaltou que a reforma interessa especialmente ao setor empresarial. “Com toda franqueza, vejo os amigos empresários, a quem realmente interessa a reforma da Previdência, nos dizendo ‘nós somos a favor’. Mas mais do que a favor, eu gostaria de pedir a vocês: saiam em uma frente de trabalho. Porque nós temos nesta semana, marcado agora para 18 ou 19, a votação. Os senhores todos que tiverem contato com os colegas, amigos, deputados, senadores, que tanto ajudaram o governo, podem convencer destes argumentos. Mas é preciso mostrar que vocês continuam nos dando o apoio”, salientou.
    Temer disse que a reforma “fará o Brasil caminhar” e que ser contra é ser “a favor da manutenção dos privilégios”. “Agora vou fazer um apelo aos senhores e senhoras, porque vocês têm uma frente parlamentar muito expressiva, muito significativa. Para a aprovação da reforma da Previdência, nós precisamos dos votos dos deputados e senadores. E, como registrei, eles nos apoiaram ao longo do tempo, nos deram o apoio para que chegássemos até aqui. Mas nós precisamos agora, e estamos em uma fase pré-eleitoral, então muito legitimamente, os deputados têm preocupação com votar este tema um pouco difícil, complicado, e principalmente antes do ano eleitoral têm preocupações. Então, estamos preocupados com isso. Eu, o Rodrigo Maia, o Eunício, o presidente do Senado, estamos todos hipotecados a esta atividade“, salientou.
    Jantar
    Temer ofereceu, na noite de quinta-feira (07), um jantar a ministros do TCU (Tribunal de Contas da União), no Palácio da Alvorada, em Brasília. A pauta do encontro não foi informada pela Secretaria de Comunicação Social. O TCU é o órgão de controle externo do governo federal e auxilia o Congresso Nacional a fiscalizar as contas públicas.
    Além de ministros do TCU, também estiveram presentes os ministros Torquato Jardim (Justiça), Wagner Rosário (interino da Transparência) e Gilmar Mendes (Supremo Tribunal Federal), além do subchefe de Assuntos Jurídicos da Casa Civil, Gustavo do Valle Rocha. (OSul)
  • You might also like

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário