• Inter demora a engrenar, mas domina segundo tempo e vence Veranópolis

    Inter derrapou no primeiro tempo, demorou a engrenar, mas conseguiu a vitória sobre o Veranópolis nesta quinta-feira. O placar poderia ter sido maior que o 1 a 0, mas Damião desperdiçou gols em um segundo tempo de várias oportunidades para o Colorado. Na segunda rodada, o desafio será contra o Novo Hamburgo, no domingo. O VEC, por sua vez, enfrentará o São José.
    A equipe colorada tentou implementar um estilo com mais toque de bola, nos minutos iniciais do primeiro tempo, mas sem espaço logo retomou o velho cacoete da ligação direta. Com poucas opções para criar, as chances de gol foram poucas e o Veranópolis chegou a ameaçar mais a meta do Inter.
    Após 15 minutos infrutíferos de bolas nos flancos, com cruzamentos sem alguém para concluir de Uendel e Cláudio Winck, foi o VEC que criou as primeiras oportunidades. Wesley puxou contra-ataque e cruzou na área, a zaga afastou parcialmente, mas Juba recuperou. Na hora do chute, Cuesta conseguiu bloquear para escanteio.
    Na cobrança de Felipe Matione, Danilo afastou no pé de Rafael Bomfim. O zagueiro tentou emendar de voleio, mas bateu fraco na bola. Logo depois, em jogada de Bertotto, Rodrigo Dourado fez falta na meia-lua. Matione cobrou forte, mas estampou a cabeça de Damião na barreira.
    Foram longos minutos e nada de chances para o Colorado, que ainda perdeu Uendel, substituído por Iago, com lesão no joelho. Aos 35 minutos, Jadson cobrou falta na área do Inter e Rafael Bomfim subiu livre para cabecear. A torcida se assustou, só que o testaço saiu em tiro de meta.
    Apenas aos 38 minutos é que o Inter foi ameaçar o adversário no Beira-Rio. Winck escapou pela direita, driblou um marcador e serviu com açúcar para Camilo. A dois passos da pequena área, o meia pegou mal na bola e chutou para fora a única conclusão colorada antes do intervalo.
    Colorado vai para cima e abre o placar
    O segundo tempo foi uma história diferente. O Inter voltou com velocidade e movimentação, envolvendo o Veranópolis e pressionando pelo gol.
    Os comandados de Julinho Camargo até testaram os nervos da torcida no primeiro minuto: Matione lançou Wesley, que recuou com Bertotto. O volante tentou o chute de longe, mas saiu bem acima da goleira. Ficou por aí.
    Aos quatro minutos, Pottker fez sua primeira participação, e foi o suficiente. Dourado roubou bola no meio e lançou o atacante. Em alta velocidade, ele passou pelos defensores e confirmou o 1 a 0 na saída do goleiro.
    Pottker passou a infernizar o flanco direito, criando várias chances. O problema foi a pontaria. Aos 9, Winck ganhou na direita e cruzou nos pés de Damião. O centroavante pegou mal na bola e mandou para fora. Cinco minutos depois, Pottker driblou dois no fundo e serviu com açúcar para Damião. Na risca da pequena área, ele demorou para chutar e bateu mascado.
    Se o 2 a 0 não veio, muito foi por causa do centroavante colorado, que perdeu a terceira chance clara aos 28 minutos. Gabriel, que entrou no lugar de Camilo, recebeu de D'Alessandro, invadiu a área e rolou para Damião. Com todo o gol à disposição, ele chutou fraco, em cima do goleiro Reynaldo.
    O VEC ensaiou uma última reação, mas desperdiçou falta na risca da área. Eduardinho ainda ensaiou jogada individual e chutou forte do flanco direito, mas mandou por cima. Fim de papo, vitória colorada.
    Gauchão - 1ª rodada
    Inter 1
    Danilo Fernandes; Cláudio Winck, Klaus, Víctor Cuesta e Uendel (Iago); Rodrigo Dourado, Edenilson, William Pottker, D'Alessandro (Nico López) e Camilo (Gabriel Dias); Leandro Damião. Técnico: Odair Hellmann.
    Veranópolis 0
    Reynaldo; Felipe Mattioni, Rafael Bonfim, Léo D’Agostini e Jadson Silva; Bertotto (Fabrício), Eduardinho e Jair; Rogerinho (Gabriel Silva), Juba (Matheus) e Wesley. Técnico: Julinho Camargo.
    Gol: William Pottker (4min/2ºT).
    Cartões amarelos: Rodrigo Dourado, Víctor Cuesta (I); Jadson (V).
    Público: 15.149.
    Arbitragem: Douglas da Silva, auxiliado por Elio Nepomuceno Júnior e Jorge Eduardo Bernardi.
    Local: Beira-Rio. (Correio do Povo)
  • You might also like

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário