• Uruguai sofre para vencer o Egito em estreia na Copa

    Foto: Jorge Guerrero 
    O Uruguai sofreu, mas conseguiu vencer o Egito por 1 a 0 na estreia das duas seleções na Copa do Mundo nesta sexta-feira. Com muita dificuldade para criar jogadas, a Celeste chegou ao gol apenas aos 44 minutos do segundo tempo com o zagueiro Giménez em cobrança de escanteio. O Egito não contou com o astro Mohamed Salah, que ainda se recupera da lesão no ombro sofrida na final da Liga dos Campeões.
    Com a vitória, o Uruguai vai a três pontos e fica em segundo no Grupo A da Copa do Mundo pelo saldo de gols – tem um contra cinco da Rússia. O Egito é o terceiro, em vantatem sobre e Arábia Saudita pelo mesmo critério. Na terça-feira, os egipcios enfrentam os russos enquanto a Celeste volta a campo na quarta para encarar a Arábia Saudita.
    O jogo
    Favorito para ser o primeiro do Grupo A da Copa do Mundo, o Uruguai decepcionou no primeiro tempo. O jovem e talentoso meio-campo formado por Nández, Vecino, Bentancur e Arrascaeta não funcionou e não conseguiu abastecer a forte dupla de ataque Cavani e Suárez ao longo dos primeiros 45 minutos.
    Sem Salah, o Egito foi pouco agressivo. A equipe africana, no entanto, apresentou um jogo seguro em que tratou de valorizar a posse de bola e conseguiu controlar as poucas investidas uruguaias. A Celeste teve apenas duas chances no primeiro tempo, uma em bola parada e outra na individualidade de Cavani.
    Cavani foi quem fez a primeira finalização do jogo aos 7 minutos. Ele recebeu na entrada da área e arriscou um chute que o goleiro El-Shenawy defendeu. A grande chance da primeira etapa esteve nos pés de Luís Suárez. Aos 22 minutos, a bola sobrou limpa para o centroavante do Barcelona no segundo pau. Suárez bateu na saída de El-Shenawy e mandou para fora em um lance em que não costuma perder.
    O Uruguai, que tinha criado pouco no primeiro tempo, teve uma grande oportunidade logo no começo da etapa final. Cavani tocou para Suárez, que soltou a bomba e o goleiro El-Shenawy fez a defesa com o joelho.
    O técnico Óscar Tabárez mexeu no meio-campo em busca de maior criação e mandou a campo os experientes Cristian “Cebolla” Rodríguez e Carlos Sánchez nos lugares de Nández e Arrascaeta logo aos 12 minutos. Mas o Uruguai seguiu dependendo da dupla Cavani e Suárez para levar perigo. Aos 27, novamente Cavani foi garçom de Suárez, mas o centroavante do Barcelona se enrolou e acabou perdendo a bola para o goleiro El-Shenawy
    Se Suárez não aproveitava as chances, Cavani tentou resolver sozinho. Aos 37, ele deu um belo chute da entrada da área, mas El-Shenawy fez uma grande defesa. Na sequência, Cavani bateu falta com qualidade e acertou a trave.
    A noite não era mesmo dos atacantes, mas ainda assim o Uruguai chegou a vitória. Já aos 44 do segundo tempo, Carlos Sánchez bateu escanteio e o zagueiro José Giménez subiu mais alto que a defesa egípcia para cabecear sem chances para o goleiro El-Shenawy e garantir a suada vitória celeste na estreia na Copa do Mundo.
    Copa do Mundo - Grupo A
    Egito – 0
    El-Shenawy; Fathi, Gabr, Hegazy, El-Shafy; Elneny, Hamed (Sam Morsy); Warda (Sobhi), El-Said, Trezeguet; Mohsen (Kahraba )
    Técnico: Hector Cuper
    Uruguai - 1
    Muslera; Varela, Giménez, Godín, Cáceres; Nández (Carlos Sánchez), Vecino (Lucas Torreira), Bentancur, Arrascaeta (Cristian Rodríguez); Suárez. Cavani.
    Técnico: Óscar Tabárez
    Gol: José Giménez (44min/2T)
    Local: Arena Ekaterinburg
    Fonte:Correio do Povo
  • You might also like

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário