• Jogando com os reservas, o Grêmio empatou em 1 a 1 com a Chapecoense pelo Brasileirão

    Foto: Patricia Velho
    Jogando com os reservas, o Grêmio empatou em 1 a 1 com a Chapecoense na Arena Condá, em Chapecó (SC), na noite deste domingo (29), pela 16ª rodada do Campeonato Brasileiro. Pepê abriu o placar para o Tricolor gaúcho no começo do jogo, aos dois minutos. Aos 16 da etapa final, Elicarlos empatou. Com o resultado, o Grêmio soma 27 pontos.
    Primeiro tempo
    O primeiro tempo iniciou muito bom para o Grêmio, que logo aos 2 minutos, em seu primeiro ataque, abriu o marcador. Em uma jogada bem trabalhada, a bola chegou a Pepê, que teve o domínio, tabelou com Hernane e mandou para fundo das redes. Foram os gremistas que tiveram as melhores oportunidades, criando por algumas vezes, enquanto a equipe catarinense tentava chegar por meio de cruzamentos e contra-ataques.
    Após o gol tricolor, logo cedo, os donos da casa tiveram uma boa chance em cobrança de falta da direita. A bola foi colocada na área, chegou ao segundo poste com perigo, mas Jailson cortou para escanteio. Na cobrança, Paulo Victor afastou de soco. Minutos depois, Bruno recebeu no meio-campo, passou pela marcação gremista e arrematou, mandando a bola por sobre a meta do arqueiro tricolor.
    Com 15 minutos, o Grêmio ameaçou novamente, quando Douglas avançou e tentou um cruzamento para Hernane, infiltrado na área, mas a defesa catarinense conseguiu o corte. No lance seguinte, foi a vez de Bressan arriscar de longa distância, mas a bola subiu demais e passou sem perigo pelo gol defendido por Jandrei.
    Outra chance surgiu aos 23, quando o Tricolor teve uma falta a seu favor. Marinho, da intermediária, pela direita, chutou direto, mas Jandrei defendeu. Já a Chape chegou em uma cobrança de escanteio três minutos depois. A bola foi colocada na segunda trave e Madson afastou.
    Aos 32, com uma jogada pela direita, Marinho acionou Madson quase na linha de fundo. O lateral cruzou pra trás, mas Pepê furou em bola e ela então terminou com a defesa catarinense. Em resposta, Rolim acionou Wellington Paulista, que tentou mandar por cima de Paulo Victor, mas a bola subiu demais e saiu.
    O Grêmio respondeu com Marinho, que também arriscou, mas o chute não saiu forte e facilitou a defesa de Jandrei. A Chape seguiu pressionando e chegou com muito perigo aos 35. Com uma jogada rápida, Osman tocou para Wellington Paulista que, de primeira, finalizou. A bola passou perto, mas saiu pela linha de fundo.
    Segundo tempo
    O Grêmio voltou a campo com a mesma formação. Nesta etapa, a Chape foi quem ameaçou num primeiro momento. Logo aos 4 minutos, Osman arriscou, puxou pro meio e chutou em direção ao gol. A bola passou perto, mas pra fora.
    Em resposta, de pé em pé, a bola chegou a Hernane, que trabalhou com Madson pela direita, mas ao cruzar, foi bloqueado pela marcação. A Chape tentou chegar com Bruno, pelo meio, mas quando o jogador ia arrematar a gol, Marinho foi preciso e fez o desarme com um carrinho.
    Aos 16 minutos, a Chapecoense conseguiu alcançar o empate com Elicarlos, que pegou a sobra dentro da área e mandou para o fundo das redes. Em seguida, Rolim tentou uma jogada, mas não passou por Thaciano, que cortou o perigo e colocou a bola em jogo novamente para o Tricolor.
    Os catarinenses controlaram mais as ações nessa etapa, tanto que mais uma vez ameaçaram com um arremate de Elicarlos, mas a bola subiu demais. Já na reta final da partida, Eduardo chutou rasteiro para o gol, mas Paulo Victor caiu para fazer a defesa.
    Em seguida, pela direita, os adversários fizeram um cruzamento, Amaral subiu e mandou de cabeça, obrigando Paulo Victor a fazer boa defesa, espalmando a escanteio.
    Ficha técnica
    Chapecoense : Jandrei; Eduardo, Douglas, Nery e Bruno Pacheco; Elicarlos, Amaral e Yann (Alan Ruschel); Osman (Leandro Pereira), Bruno Silva e Wellington Paulista (Vinícius Freitas). Técnico: Gilson Kleina.
    Grêmio: Paulo Victor; Madson, Paulo Miranda, Bressan (Derlan) e Guilherme Guedes; Jailson, Thaciano (Matheus Henrique), Douglas, Marinho e Pepê; Hernane (Thonny Anderson). Técnico: Renato Portaluppi
    Arbitragem: Rodrigo Carvalhaes de Miranda (RJ), auxiliado por Wendel de Paiva Gouvea (RJ) e Daniel do Espirito Santo Parro (RJ). (O SUL)
  • You might also like

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário