• Miranda marca nos acréscimos e Brasil vence a Argentina em amistoso



    Foto: AFP
    O Brasil venceu a Argentina por 1 a 0 em amistoso realizado na Arábia Saudita na tarde desta terça-feira. O único gol do clássico foi marcado pelo zagueiro Miranda após cobrança de escanteio de Neymar aos 48 do segundo tempo.
    Com a vitória, o Brasil segue com 100% de aproveitamento nos amistosos após a Copa do Mundo da Rússia. Em quatro jogos, a Seleção Brasileira não sofreu nenhum gol.
    O jogo
    Tite surpreendeu na escalação do Brasil ao mandar a campo Gabriel Jesus junto a Roberto Firmino. O esquema 4-1-4-1 foi mantido com o atacante do Manchester City atuando aberto pelo lado direito. Na Argentina, o técnico interino Lionel Scaloni reforçou a marcação no seu meio-campo com Rodrigo Battaglia ao lado de Lo Celso e Paredes na tentativa conter o time brasileiro.
    O jogo iniciou com a Argentina fazendo uma marcação alta tentando forçar o erro do Brasil. A pressão inicial deu certo e os argentinos tiveram a primeira chance do clássico. Aos 7 minutos, Lo Celso chutou de primeira da entrada da área e mandou perto do gol de Alisson.
    Depois, o Brasil conseguiu se impor aos poucos e passou a dominar a partida. Aos 13, Neymar bateu falta do lado direito e Icardi cortou. A bola quase foi contra o gol de Sergio Romero. A Argentina voltou a levar perigo aos 22, quando Alisson se atrapalhou após uma bola recuada e quase foi desarmado por Ángel Correa.
    Mesmo se produzir muito, o Brasil teve a grande chande da primeira etapa com o zagueiro Miranda. Aos 26, após um cruzamento de Casemiro, ele bateu firme, tirou do goleiro Romero, mas Otamendi apareceu quase em cima da linha para evitar o gol brasileiro.
    A partida teve uma parada para reidratação dos atletas e depois voltou em um ritmo menor. Os dois times tiveram chances em faltas na entrada da área antes do intervalo. Dybala bateu para a Argentina e levou perigo em uma bola que passou perto do ângulo esquerdo de Alisson. A falta brasileira foi cobrada por Neymar, mas o tiro do camisa 10 parou na barreira na última jogada da etapa inicial.
    O Brasil, que tinha sido superior no primeiro tempo, voltou para a etapa final em um ritmo mais baixo. A Argentina se aproveitou e teve três chances nos primeiros 15 minutos. A primeira foi logo aos 2 com Lo Celso, que cabeceou para defesa de Alisson. Logo depois, aos 6, Icardi deu o corte para o pé direito e chutou para fora. O lateral-direito Danilo se machucou no lance e teve de ser substituído - deu lugar a Fabinho. A Argentina voltou a ter uma oportunidade aos 14 com Leandro Paredes, que arriscou um chute venenoso que passou perto do gol de Alisson.
    Os dois treinadores começaram a fazer mudanças a partir dos 15 minutos. No Brasil, Richarlison entrou na vaga de Gabriel Jesus. Scaloni fez mais duas trocas na Argentina: Roberto Pereyra e Salvio entraram nos lugares de Correa e Lo Celso, dando maior velocidade para o contra-ataque.
    O Brasil, porém, reagiu melhor às trocas e teve duas grandes chances de gol. Aos 23, Neymar fez a jogada pela esquerda e cruzou para Richarlison, que tinha o gol aberto, mas mandou para fora. Na sequência, após receber de Neymar, o ex-gremista Arthur acertou um chute forte de primeira que foi defendido pelo goleiro Romero.
    Como ocorreu na primeira etapa, o Brasil melhorou após um começo com dificuldades e terminou o o jogo pressionando a Argentina. O jovem time de Scalani se contentou apenas em defender o empate nos minutos finais.
    Após enfrentar dificuldades com boa marcação do lateral Saravia, Neymar passou a aparecer mais pela faixa central do campo e foi o condutor do Brasil na busca pelo gol. O camisa 10 sofreu muitas faltas - algumas por exagerar na individualidade, mas em outras por ser a única opção dos marcadores. Em uma das faltas sofridas por Neymar, Casemiro deu um susto nos argentinos. O volante bateu forte, a bola desviou e passou raspando a trave esquerda de Romero.
    O Brasil seguiu pressionando a Argentina e quase forçou a Otamendi o um erro aos 45. Em chute de Richarlison, o zagueiro se jogou para fazer o corte e mandou a bola contra o próprio gol. A pressão brasileira, porém, deu resultado aos 48  minutos. Em mais uma jogada de cruzamento, dessa vez um escanteio batido por Neymar, Miranda subiu antes do goleiro Romero e mandou para o fundo do gol para garantir a vitória do Brasil.
    Amistoso
    Brasil (1)
    Alisson; Danilo (Fabinho), Marquinhos, Miranda, Filipe Luís; Casemiro, Arthur, Coutinho; Gabriel Jesus (Richarlison), Firmino e Neymar. Técnico: Tite
    Argentina (0)
    Romero; Saravia, Pezzella, Otamendi, Tagliafico (Acuña); Battaglia, Paredes, Lo Celso (Salvio); Dybala (Lautaro Martínez), Correa (Roberto Pereyra) e Icardi (Simeone). Técnico: Lionel Scaloni
    Gol: Miranda (48min/2T)
    Fonte:Correio do Povo
  • You might also like

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário