• Município de Uruguaiana e Estado juntos em busca de soluções para a Santa Casa

    Desde janeiro de 2017, a Administração Municipal já repassou cerca de R$ 10 milhões ao hospital.
    Uma reunião realizada no início da tarde desta segunda-feira (1º) debateu a situação do Hospital da Santa Casa de Caridade de Uruguaiana (HSCCU), que atravessa graves dificuldades financeiras.
    Contando com a presença do governador em exercício, José Paulo Cairolli, o encontro foi centrado na busca por soluções para a instituição.  
    Cairolli lembrou do compromisso do Estado em auxiliar o hospital, enfatizando o esforço realizado nos últimos dias pelo Executivo Estadual e pelo Município para a liberação do valor de R$ 1 milhão que será utilizado para o pagamento parcial de salários em atraso dos médicos que estão sem receber desde o final do ano passado.
    Dificuldades financeiras
    Com um déficit mensal de cerca de 600 mil reais, a instituição, conforme o seu administrador Fernando Siqueira, tem um projeto de gestão pronto para ser executado, porém necessita de apoios importantes em vários assuntos, principalmente naqueles que dependem de auxílios estaduais e federais ou de seus encaminhamentos.
    O encontro contou também com a presença do secretário estadual da Saúde, Francisco Paz, que junto com o Governador, ouviu a exposição do ex-provedor da instituição, Eduardo Velo, de médicos que atuam na Santa Casa; do coordenador regional da 10ª CRS, Carlos Renato de Lima da Costa; e do prefeito de Uruguaiana, Ronnie Mello.
    Foram expostos três assuntos que estão sendo tratados pela instituição como fundamentais para auxiliar o hospital de uma forma emergencial: o refinanciamento de um empréstimo com a Caixa Econômica Federal; a liberação de verbas de custeio para pagamento de dívidas imediatas e a possibilidade de tornar a Santa Casa um hospital-ensino.
    Para o governador José Paulo Cairolli o hospital é uma referência para o Estado, por isso o interesse em apoiar a instituição em todos os sentidos. “Porém, sabemos dos problemas de gestão e esperamos que isso também seja sanado”, ressaltou.
    O prefeito Ronnie Mello salientou que é importante uma nova negociação em termos contratuais entre o Estado e a Santa Casa, ajustando o compromisso da instituição, visando atender a demanda de pacientes dentro de uma realidade que possa ser cumprida. “Hoje vemos um dimensionamento fora da realidade e que vem prejudicando o atendimento normal da Santa Casa, aumentando o prejuízo financeiro do hospital”, ressaltou. O Município tem auxiliado o hospital na liberação de recursos, além de pagar em dia, desde o início da atual administração, os serviços prestados pela Santa Casa junto à Clínica Renal, Pronto Socorro e Banco de Sangue. “Desde que assumimos já repassamos à Santa Casa cerca de R$ 10 milhões”, frisou o Prefeito.
    O secretário estadual de Saúde, Francisco Paz, concordou com a fala do Prefeito, explicando que além do apoio já prestado pelo Estado, também é necessário que a instituição cumpra com sua parte e gerencie de forma adequada a sua organização interna.
    O governador José Paulo Cairolli deverá cumprir agenda esta semana em Brasília, onde deverá se reunir com autoridades federais, levando os pleitos debatidos durante o encontro de hoje.
    Projetos de lei
    Na tarde desta segunda-feira os projetos de lei que autorizam a abertura de crédito adicional do valor R$ 1 milhão no orçamento municipal e o município a repassar os recursos financeiros no mesmo montante em forma de subvenção social ao hospital foram enviados ao Legislativo Municipal, que deverá analisar, a partir desta terça-feira (2), ambas as matérias. Esteve presente no ato de assinatura pelo prefeito Ronnie Mello dos projetos de lei, o presidente do Poder Legislativo, Irani Coelho Fernandes.  (PMU)
  • You might also like

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário