• Brasil desafia Uruguai em jogo inédito fora das Américas

    Foto: Lucas Figueiredo
    A Seleção Brasileira realiza nesta sexta-feira em Londres, no estádio do Arsenal, o seu penúltimo compromisso do ano, contra o Uruguai, às 18h (horário de Brasília). Na terça-feira, em Milton Keynes, nas cercanias da capital inglesa, a equipe de Tite vai enfrentar Camarões, primeiro rival africano do técnico, no cargo desde 2016.

    Nunca antes Brasil x Uruguai havia sido realizado fora das Américas. Em 102 anos de confrontos, as duas seleções se enfrentaram 74 vezes na América do Sul, e uma no México, na Copa de 1970. Além disso, os dois times não se enfrentam amistosamente há 23 anos. O último foi em 11 de outubro de 1995, na Fonte Nova, em Salvador, com vitória brasileira por 2 a 0, com gols de Ronaldo.
    “É uma partida muito importante para a gente, um rival de peso, a gente sabe da nossa rivalidade com eles e a dificuldade que é jogar contra o Uruguai”, disse o lateral Filipe Luís. Em relação à escalação que bateu os argentinos, Tite não terá o volante Casemiro e o meia Philippe Coutinho, lesionados.
    O único atleta convocado que atua no país é o zagueiro Dedé, do Cruzeiro. A equipe deve atuar com Alisson; Danilo, Marquinhos, Miranda e Filipe Luís; Walace, Arthur e Renato Augusto (Paulinho); Douglas Costa, Neymar e Firmino. O Uruguai chega com uma série de desfalques, entre lesionados (o goleiro Muslera, os zagueiros Godín e Saracchi e o atacante Stuani) e os envolvidos na final da Libertadores (Nández e Mayada).
    Agora firmado como capitão, Neymar deu entrevista ontem, ao lado do filho Lucca. “Estou feliz por ser o líder da Seleção de várias formas. Espero ajudar o nosso grupo e passar coisas boas, além de ser vitorioso”, disse o atacante. “Tive um aprendizado muito grande esse ano”, avaliou. (Correio do Povo)
  • You might also like

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário