• Medeiros vence no Conselho do Inter, mas eleição vai para o segundo turno

    Foto: Fabiano do Amaral
    Marcelo Medeiros venceu o primeiro round da eleição que definirá o novo presidente do Inter e também metade das cadeiras do seu Conselho Deliberativo. Representando a situação, ele recebeu 178 votos (70,63%), contra 74 (29,37%) de Luciano Davi, que está a frente de uma chapa que reúne os principais movimentos de oposição a gestão de Medeiros. Também houve dez votos em branco e nove conselheiros anularam, totalizando 271 votos totais (252 válidos) na noite desta quinta-feira.
    Como nenhum dos candidatos obteve 85% ou mais de apoiadores no primeiro turno, realizado somente com a participação dos conselheiros, ambos seguem ao segundo, marcado para 8 de dezembro. Portanto, serão os associados que definirão o novo presidente do Inter. Eles também votarão para trocar 150 conselheiros na mesma data. Pelo menos cinco chapas devem ser inscritas nesta sexta-feira.
    “Que bom que a eleição vai para o pátio. Agora, será o sócio que escolherá o que será melhor para o Inter”, disse Davi. Medeiros também saudou a eleição em segundo turno: “Agora, vamos trabalhar e mostrar para os associados o nosso projeto. Acima de tudo, é importante haver uma continuidade do trabalho”.
    Medeiros é presidente do Inter desde janeiro de 2017. Ele assumiu o clube na segunda divisão e conseguiu promover uma reorganização geral do clube, desde o futebol até as finanças. Porém, deixou para trás alguns projetos importantes, como o CT de Guaíba, que ainda não saiu da pedra fundamental, e uma redefinição do Gigantinho, que ainda não ganhou um projeto de futuro.
    Ele lidera a Chapa 1, cujo nome é “Paixão, Trabalho e Resultados”, e conta com João Patrício Herrmann, Alexandre Chaves Barcellos, Humberto Busnello e José de Medeiros Pacheco como vice-presidentes. Roberto Melo, se Medeiros ganhar a eleição, seguirá como vice de futebol, com Rodrigo Caetano com diretor executivo.
    Luciano Davi tenta substituir Medeiros na presidência do clube. Ele tem a companhia de nomes importantes do Conselho Deliberativo, como Dannie Dubin, José Amarante, Roberto Siegmann e Guilherme Osório na Chapa 2. Eduardo Lacher, que já teve várias passagens pelo departamento de futebol colorado nos últimos 20 anos, é cotado para ser o vice de futebol de uma futura gestão de Davi. (Correio do Povo)
  • You might also like

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário