• O Inter perdeu a invencibilidade em casa no Brasileirão ao ser derrotado por 2 a 1 pelo Atlético-MG

    Foto: Ricardo Duarte
    Complicou para o Internacional no Campeonato Brasileiro. Jogando no Beira-Rio contra o Atlético-MG, a equipe acabou sendo derrotada por 2 a 1. Além de praticamente ter dado adeus à chance de ser campeão brasileiro, o Colorado perdeu também a invencibilidade dentro de casa. Na próxima rodada, o Inter joga novamente no Beira-Rio, onde recebe o Fluminense na noite de domingo (25).
    Depois de um bom primeiro tempo, o Atlético-MG foi recompensado já no fim da etapa inicial. Adilson recuperou a bola e tocou para Chará. O colombiano acertou belo passe para Cazares, que avançou e chutou cruzado, marcando um belo gol.
    No segundo tempo, o Inter tentou, insistiu, mas só conseguiu furar a forte defesa atleticana aos 37 minutos, através de D’Alessandro, cobrando pênalti sofrido por Leandro Damião. E foi o próprio atacante quem teve a grande chance da virada. Após cruzamento da esquerda, o zagueiro falhou e a bola sobrou com ele, que chutou por cima do gol de Victor.
    Já nos minutos finais, Terans completou bela jogada de Cazares e decretou a vitória atleticana e a primeira derrota do Inter no Beira-Rio em todo o campeonato.
    Com a derrota, o Inter agora tem que torcer quase pelo impossível. Com apenas seis pontos em disputa, a equipe precisa que o Palmeiras não faça mais sequer um ponto nas últimas três rodadas e ainda tirar um saldo de gols considerável. Já o Atlético-MG, com 56, segue firme na briga por uma vaga na Libertadores.
    Primeiro tempo
    A partida teve um começo muito estudado por parte das duas equipes. O Inter avançou a marcação e tentou empurrar o Atlético-MG para o seu campo de defesa. Aos 16, Patrick recebeu uma boa bola pela esquerda, puxou para o meio e tentou bonita finalização, buscando o ângulo do gol de Victor. A bola subiu demais e saiu pela linha de fundo. Por sua vez, os mineiros encontraram dificuldades na transição ofensiva.
    Após os 30 minutos, o time visitante ficou mais com a bola e levou perigo à meta vermelha. Enquanto o Internacional não soube se impor e sequer chegou com qualidade ao ataque.
    Mostrando um futebol mais objetivo, o Atlético-MG foi premiado e pulou na frente do placar. Aos 42, Adilson recuperou a bola na defesa e tocou para Chará. Ele viu o avanço de Cazares pela esquerda e deu o passe. O equatoriano carregou a bola e teve a opção de cruzar para Ricardo Oliveira, mas arriscou o chute e fez o gol. Quatro minutos depois, quase os mineiros ampliaram. Cazares avançou pelo meio e tocou para Luan pela direita. Ele tentou a finalização, mas o chute saiu torto, direto pra fora.
    Segundo tempo
    Sem alterações no segundo tempo, o Internacional buscou a reação. Aos 10, D’Alessandro arriscou chute direto, mas Victor fez a defesa segura. Um minuto após, o argentino cobrou o escanteio, Emerson Santos subiu bem e conseguiu o desvio de cabeça. A bola passou muito perto do gol de Victor, mas saiu pela linha de fundo.
    A equipe gaúcha se mostrou mais incisivo no ataque e dava trabalho aos defensores do adversário. Aos 16, Camilo cobrou o escanteio, a bola foi desviada na primeira trave e parou em Patric, na segunda trave. O lateral praticamente dominou para Damião, que, embaixo da trave, chutou por cima.
    Aos 30, Cazares viu Marcelo Lomba adiantado e tentou um golaço do meio-campo. A bola passou perto, mas saiu pela linha de fundo. Aos 31, Patric viu o avanço de Cazares, pelo meio. Ele dominou e finalizou. A bola passou muito perto da trave, mas saiu.
    De tanto insistir, o Inter finalmente chegou à igualdade. Rossi passou por Emerson e cruzou para Damião. O centroavante armou o chute, mas foi empurrado por Maidana. Penalidade apitada pelo árbitro. Aos 37, D’Alessandro bateu bem, no canto direito de Victor, que caiu para o outro lado e nada pôde fazer.
    Na sequência, o Inter perdeu um gol inacreditável. Aos 41, Camilo cruzou na área, Leonardo Silva cortou errado, e a bola ficou no jeito para Leandro Damião marcar. Ele chutou por cima. Valeu a velha máxima quem não fez leva. Aos 47, Cazares aproveitou mais um contra-ataque, avançou pela direita, levantou a cabeça e viu a movimentação de David Terans na área. O cruzamento foi perfeito, e o argentino só desviou para marcar. Aos 49, Lucas Cândido dominou perto da área e chutou muito forte. A bola explodiu no travessão.
    Ficha técnica
    Inter: Marcelo Lomba, Fabiano(Juan Alano), Emerson Santos, Victor Cuesta e Iago, Rodrigo Dourado, Edenílson, D´Alessandro e Patrick (Camilo), Nico López (Rossi) e Leandro Damião. Técnico: Odair Hellmann.
    Atlético-MG: Victor, Emerson, Leonardo Silva, Maidana, Patric, Adilson, Matheus Galdezani (Lucas Cândido), Cazares e Luan (Terans), Chará e Ricardo Oliveira (Alerrandro). Técnico: Levir Culpi.
    Arbitragem: Raphael Claus (SP), auxiliado por Danilo Ricardo Simon Manis (SP) e Rogerio Pablos Zanardo (SP). (O SUL)
  • You might also like

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário