• Preso homem que furtou 16 ovelhas de uma propriedade rural na fronteira do Rio Grande do Sul

    Foto: Divulgação
    Em diligências realizadas no fim de semana pela Polícia Civil em Uruguaiana, na Fronteira Oeste do Rio Grande do Sul, um homem de 40 anos foi preso em flagrante por abigeato. O criminoso foi encontrado em uma estância após furtar 16 ovelhas, de acordo com informações divulgadas nesta segunda-feira (12).
    Segundo a delegada Patrícia Sanchotene Pacheco, a ação da Polícia Civil foi deflagrada após a realização da prisão em flagrante, pela Polícia Rodoviária Federal e pela Inspetoria Veterinária de Uruguaiana, de dois indivíduos, de 21 e 42 anos, por receptação qualificada. “Durante uma patrulha da PRF e inspetoria veterinária em combate ao abigeato na região, a dupla, que conduzia um veículo Gol, foi abordada, mas não obedeceu a ordem e fugiu”, relatou a delegada.
    Após perseguição, os policiais rodoviários federais conseguiram abordar o veículo. “A dupla carregava uma carga com 16 ovinos que estavam empilhados no interior do veículo. Em razão do empilhamento, sete ovelhas morreram sufocadas e nove foram resgatadas ainda com vida”, acrescentou Patrícia. A dupla foi presa em flagrante por receptação qualificada.
    Com a prisão em flagrante dos receptadores, a Polícia Civil desencadeou uma série de diligências a fim de encontrar o responsável pela subtração dos animais ovinos da propriedade rural da vítima. “O homem, de 40 anos, foi encontrado no interior de Uruguaiana, cerca de 70 quilômetros de onde ocorreu a subtração dos animais”, esclareceu Patrícia. Os nove ovinos que ainda estavam vivos foram identificados e restituídos ao proprietário.
    Quadrilha
    Em fevereiro deste ano, a Polícia Civil deflagrou a Operação Ponta da Lagoa para desarticular uma organização criminosa, com sede no município de Barra do Ribeiro, especializada nos crimes de abigeato, assaltos a propriedades rurais, comércio ilegal de armas de fogo e tráfico de drogas.
    Pelo menos oito criminosos foram presos. Arma de fogo, drogas e carne foram apreendidas durante a ação, que contou com a participação de cem policiais civis. Além de Barra do Ribeiro, foram realizadas diligências nos municípios de Morro Redondo e Caçapava do Sul, onde, conforme as investigações, existem células da quadrilha.
    O bando começou a ser investigado pela Força Tarefa de Combate aos Crimes Rurais e Abigeato da Polícia Civil em julho de 2017. De acordo com as investigações, a quadrilha realizava, em média, quatro abigeatos e pelo menos um assalto a propriedade rural por mês.  Nos roubos, os criminosos buscavam por armas e munições que posteriormente eram vendidas a traficantes e abigeatários. (O SUL)
  • You might also like

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário