Justiça decreta falência da Brasil Pharma, das redes Farmais e Big Ben

A 2ª Vara de Falências e Recuperações Judiciais da Comarca de São Paulo aceitou pedido de falência da rede de drogarias Brasil Pharma, reconhecendo a inviabilidade da manutenção da empresa e do plano de recuperação judicial, informou a empresa nesta terça-feira. A companhia havia feito o pedido de falência em 6 de junho, afirmando que foi "severamente afetada por diversos fatores e intercorrências nos últimos meses, que acabaram por comprometer o prosseguimento da recuperação judicial", homologada em 2018.

Entre esses fatores, a empresa citou baixo valor arrecadado nos leilões de mercadoria e ativos, além da rápida deterioração do valor de mercado dos pontos comerciais e da suspensão do leilão da rede de drogarias Farmais. O grupo, dono das redes Big Ben, Farmais e Farmácia Sant'ana, foi criado como um veículo para consolidar compras de redes de drogarias regionais, mas teve problemas de integração e passou por disputas entre acionistas, além de ter dívida elevada. O grupo é atualmente controlado pelo Stigma II LLC, da gestora Lyon Capital, que tem 94,49% das ações ordinárias. O juiz da 2ª vara determinou que o administrador judicial da rede de farmácias será a Deloitte Touche Tohm.

A Brasil Pharma tem participação em diversas empresas do setor farmacêutico, por esse fato, várias companhias deste segmento serão afetadas.
O conglomerado inclui as seguintes empresas: Drogarias Farmais, Farmais Produtos, Drogaria Amarilis, Sant’ana,  Drogaria Farmácias, Distribuidora Big Ben, Rede Nordeste de Farmácias, Nex Distribuidora de Produtos Farmacêuticos, Brasil Pharma Promotora de Vendas, Brasil Pharma Fidelidade. O grupo está sobre o controle da Stigma II LLC, que possuí 94,49% das ações ordinárias.

Postar um comentário

My Instagram

Designed by OddThemes | Distributed by Blogger Themes